A líder da indústria de automóveis Fiat, com sede em Turim, na Itália, pode transferir seus escritórios corporativos para a Holanda, em uma tentativa de atender aos planos dos acionistas e pagar impostos mais baixos, segundo publicação feira no jornal italiano Repubblica, nesta sexta-feira, 19.

"A fim de evitar querelas locais e também com o intuito de poupar dinheiro em impostos, a nova empresa pode ser criada na Holanda", disse o jornal, referindo-se à aliança entre Fiat e Chrysler.

Em fevereiro, o CEO da Fiat e da Chrysler, Sergio Marchionne, disse que a Fiat e a montadora da indústria automotiva Chrysler poderiam ser fundidas dentro de dois ou três anos, e esta única empresa seria sediada nos Estados Unidos.

Segundo o relatório divulgado nesta sexta-feira, os planos de basear a sede na Holanda seria "não apenas para obter vantagens fiscais, mas também para desarmar uma guerra simbólica entre os dois lados do Atlântico".

A Fiat tem comandado as operações na Chrysler desde que a empresa saiu da concordata em junho de 2009, aumentando gradualmente a sua quota de participação na montadora. Marchionne disse que a aliança uma das "quatro, cinco ou seis estratégias que envolvem os negócios na indústria automobilística, em escala global".

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas