Carreira em Engenharia AeronáuticaA Engenharia Aeronáutica é um ramo da engenharia aeroespacial, embora algumas pessoas utilizem os dois termos como sinônimos. O campo abrange a concepção das aeronaves e a gestão das forças físicas que agem sobre aeronaves, principalmente os conceitos de propulsão e de aerodinâmica. Muitos também consideram que a engenharia aeronáutica abrange o desenvolvimento e seleção de materiais e equipamentos que são utilizados em aeronaves. Em suma, é um campo amplo que se cruza com muitas outras disciplinas.

A aerodinâmica está no coração de engenharia aeronáutica. Este é o estudo da relação entre o ar e os materiais sólidos. Os engenheiros aeronáuticos aplicam uma tônica especial no projeto de aerofólios, mais comumente conhecidos como asas dos aviões. Um aerofólio é um dispositivo que usa o seu formato para produzir a sustentação quando a aeronave se move no ar, contrariando a força da gravidade. Além disso, a mudar a direção do aerofólio em vôo, a direção de um avião pode ser controlada.

A força de propulsão é outro aspecto importante da engenharia aeronáutica. É a força que permite que um avião consiga permanecer em vôo, e engloba a concepção e a implementação dos motores. Sem a força de propulsão, uma aeronave pode voar apenas por uma quantidade muito limitada de tempo e distância.

Duas considerações fundamentais na hora da escolha de materiais para projetos de construção de aeronaves são força e peso. Peças como os aerofólios, bem como outras partes de uma aeronave, são submetidas a forças significativas durante o vôo. Se os materiais de construção não forem fortes o suficiente, a estrutura irá falhar e se despedaçar. Por outro lado, o material também deve ser relativamente leve em peso, ou então os motores não serão capazes de gerar propulsão suficiente para sustentar o vôo. Portanto, a seleção dos materiais é uma área crucial de especialização para o engenheiro aeronáutico.

Engenharia AeronáuticaAs aeronaves modernas fazem uso de uma infinidade de equipamentos de bordo, que vão desde dispositivos eletrônicos projetados para fornecer informações ao piloto, a itens como sistemas de controle pressurização, de controle climático, assentos, banheiros e trem de pouso. Em cada área, o engenheiro aeronáutico deve trabalhar a compensação entre a utilidade de um dispositivo versus seu peso acrescido. Em muitos casos, dispositivos exclusivos e sistemas devem ser desenvolvidos de modo a tornar aceitável esta compensação. Por exemplo, o banheiro em um avião moderno é um dispositivo muito mais caro e especializado do que o banheiro em uma casa residencial. No entanto, pesa muito menos e é bem eficiente.

Os profissionais que seguem carreira em engenharia de aeronáutica tendem a se especializar em uma ou mais das áreas já citadas, mas ao mesmo tempo, eles devem ser preparados para trabalhar em estreita colaboração com outros especialistas envolvidos na concepção da aeronave. É sempre aconselhável que estes profissionais cursem um mestrado, ou até mesmo doutorado em sua área de especialização escolhida, afinal, a tecnologia neste setor se desenvolve bastante e muito rapidamente, exigindo dos engenheiros maior capacitação.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Carreira Industrial
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Carreira Industrial