A montadora alemã Daimler afirmou que recebeu a aprovação do governo chinês para implementar um empreendimento conjunto entre os fabricantes mundiais de veículos e caminhões e o governo chinês, uma vez que a China tem se mostrado um mercado em expansão da China, em meio a uma crise econômica mundial.

A Daimler Caminhões, uma unidade da empresa alemã, deterá uma participação de 50% no empreendimento, que teria capacidade de produção anual de 160.000 caminhões, disse a Daimler.

O parceiro chinês na joint venture, a Foton Motors, com sede em Pequim, é um importante player no mercado de caminhões na China, vendendo 105.000 veículos no ano passado. A empresa Foton é uma unidade da gigante industrial Beijing Automotive.

"Este é um passo importante para a estratégia de crescimento global da Daimler, bem como a expansão local do nosso portfólio", salientou o presidente da Daimler, Dieter Zetsche, no comunicado.

O grupo Daimler inclui a marca Mercedes-Benz. O acordo dá à Daimler uma participação de 50% nos negócios de produção de caminhões de portes médio e pesado, esclareceu a companhia.

A joint venture também se moveria para a produção localizada de um motor de caminhão desenvolvido pela Mercedes-Benz. Os detalhes financeiros do acordo não foram divulgados.

As duas empresas assinaram um acordo de joint venture em julho de 2010, mas o negócio estava sujeito à aprovação pelo Ministério do Comércio da China.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas