A comissão executiva da Volkswagen EU, em 26 de setembro, aprovou a aquisição da fabricante de caminhões MAN pela Volkswagen, uma fusão de empresas que gerará a maior montadora da Europa. Também há planos de fusão com a montadora Scania.

A Comissão concluiu que a operação projetada não entravaria significativamente uma concorrência efetiva, porque a entidade resultante da fusão continua a enfrentar forte concorrência de outros fabricantes bem estabelecidos.

A Volkswagen anunciou planos em maio deste ano que objetivavam uma fusão da MAN e da Scania, empresa na qual a VW já detinha participações consideráveis, com a finalidade de criar o maior fabricante de caminhões da Europa e o segundo maior fabricante de ônibus do mundo.

"Para permitir uma cooperação mais aprofundada entre MAN, Scania e Volkswagen, a depuração de controle das concentrações e o aumento da participação da Volkswagen na MAN são fatores necessários", disse a Volkswagen na época.

A Volkswagen aumentou sua participação na MAN para mais de 30%, obrigando-o a fazer uma oferta de ações obrigatória e procurar aprovação.

A montadora alemã VW detém 45,7% das ações da Scania, com 71% dos direitos de voto. Já a fabricante MAN detém outros 13,4% das ações da Scania.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas