Brasil precisa de aviões de caça com urgênciaO Ministro de Defesa Celso Amorim reacendeu as especulações sobre um negócio multibilionário envolvendo a compra de jatos de caça, dizendo que o país está em necessidade "urgente" de aviões de combate”, apesar dos cortes do orçamento deste ano.

No início deste ano, o Brasil adiou a compra deste tipo de avião de caça militar, que era esperada para 2012, citando a necessidade de cortes no orçamento em 2011 devido à deterioração da economia mundial.

Mas o ministro Celso Amorim, nesta última quinta-feira, salientou que não há tempo a perder, pois a frota atual do Brasil está envelhecendo rapidamente.

"Até o final de 2013, nenhum dos 12 aviões Mirage, localizados na base aérea de Anápolis, em Goiás, estavam em condições de vôo completo. Isso é algo realmente urgente e muito importante", disse Amorim, de acordo com uma agência de notícias estatal.

"A necessidade de defender a Amazônia e as fronteiras brasileiras é extrema, por isso precisamos ter aviões de combate adequados", disse ele.

Ele reiterou a posição do Brasil que a "transferência de tecnologia" é o ponto chave, já que o país, como um gigante econômico emergente, é favorável ao desenvolvimento da capacidade de fabricação de próprios caças.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia