Com faturamento de US$ 5 bilhões anuais, o grupo SKF conta hoje com 83 fábricas, 7.000 distribuidores, 40.000 colaboradores e seus produtos são vendidos em 150 países. Perto de completar o primeiro centenário de fundação, a organização lidera o mercado mundial no desenvolvimento e fornecimento de rolamentos.

A empresa nasceu em 1907, na Suécia, quando o engenheiro Sven Wingquist, que trabalhava em uma indústria de tecelagem, projetou e construiu o primeiro rolamento autocompensador de esferas, visando solucionar os constantes problemas de manutenção nos longos eixos de transmissão das máquinas de tecer. No primeiro ano, a SKF produziu 2.200 rolamentos, hoje produz 227.000 por hora.

No Brasil, a história do grupo SKF teve início menos de uma década depois. Em janeiro de 1915, montou uma loja no Rio de Janeiro para importar diversos tipos de rolamentos para suprir o mercado brasileiro. Em junho de 1963, inaugurou no País sua primeira unidade fabril, na Rodovia Presidente Dutra, no município de Guarulhos.

Atualmente, a empresa conta com uma moderna fábrica em Cajamar (SP), no km 30 da Rodovia Anhangüera. Desde agosto de 2002, seus escritórios de vendas estão localizados na Rodovia Castello Branco, km 30, no município de Barueri (SP), em conjunto com Goodyear (Divisão Produtos Técnicos de Borracha), formando a Power Transmission Alliance (PTA). Nessa joint venture, criada em 2002, as parceiras produzem e vendem produtos complementares, utilizados na manutenção industrial e no funcionamento de maquinários. A SKF produz rolamentos, enquanto a Goodyear produz correias, mangueiras e polias.

A SKF é o maior fabricante mundial de rolamentos para diversas aplicações, e possui extensa gama de produtos que atende à quase totalidade da frota de automóveis e utilitários leves em circulação no Brasil. Também produz linhas de produtos que vão de ferramentas a kits automotivos, de guias lineares e retentores a produtos para monitoramento de máquinas.

Recentemente, a empresa concluiu a construção do Centro de Repotencialização de Cartuchos Ferróviários e do Centro de Reparo de Fusos de Alta Precisão, ambos em Cajamar, nos quais investiu US$ 1 milhão. Até o final de 2005, deve estar concluída a nova unidade fabril que irá ampliar a atual de produtiva de 10,5 milhões de rolamentos por ano.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas