Frota brasileira de apoio marítimo cresce 87% em 5 anosA frota brasileira de apoio marítimo, que conta com rebocadores/empurradores, supply e lanchas, teve crescimento de 87% nos últimos cinco anos. Em 2006, a frota contava com 212 embarcações. Em 2008, esse número saltou para 316. Em 2011, são 397 embarcações. As informações foram divulgadas pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) no Raio-X da Frota Brasileira na Navegação de Apoio Marítimo - Principais Empresas e suas Frotas. 

Um dos motivos do aumento foi a implantação do Programa de Renovação da Frota de Apoio Marítimo (Prorefam), da Petrobras, em 1999. O levantamento da Antaq mostra que, das 99 autorizadas, 15 empresas brasileiras de navegação detêm 54% da quantidade total de embarcações autorizadas para operar no apoio marítimo. 

No estudo, consta ainda um dado interessante: a idade média da frota brasileira de apoio é de 16 anos – a menor idade média entre as modalidades de navegação no país. A renovação é atribuída ao Prorefam, da Petrobras. 
Frota brasileira de apoio marítimo

As embarcações dos tipos rebocador/empurrador, supply e lancha representam o maior quantitativo autorizado para a navegação de apoio marítimo. Essas embarcações equivalem a 85% do número total da frota.

A frota de embarcações estrangeiras (exceto as afretadas a casco nu) autorizada para o apoio marítimo no país é atualmente composta por 225 embarcações. Em 2010, os gastos gerados com fretamento das embarcações estrangeiras resultaram em US$ 1,162 bilhão.

Segundo a Antaq, o objetivo da pesquisa é traçar um panorama atual da frota brasileira de apoio marítimo, destacando as principais empresas e os tipos de embarcação autorizados para operar nessa modalidade de navegação. Os dados apresentados foram extraídos do Sistema de Informações Gerenciais (SIG) da Antaq, em 16 de maio de 2011. 

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Armazenagem & Logística
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Armazenagem & Logística