o que é síndrome de burnoutEm algum ponto da carreira, um profissional vai sofrer da Síndrome de Burnout. Não importa o quanto você ame seu trabalho, chegará um dia em que você simplesmente não agüenta mais fazê-lo.


Burnout, em inglês, significa desgaste profundo. Quem sofre de exaustão não consegue conviver com colegas de trabalho, clientes e chefes. O emprego se transforma em um fardo. Atualmente, o burnout tem sido um problema freqüente de estresse na vida profissional.

A definição de burnout é “exaustão física ou emocional, geralmente como resultado de estresse prolongado”. O estresse causado pela possibilidade de demissões em massa estimula funcionários a trabalhar mais e por mais horas para provar que são necessários dentro da organização. Além disso, profissionais que ficam em uma empresa depois de um corte precisam se esforçar mais ainda para cobrir os buracos deixados pelos colegas que foram demitidos.

Há ainda aqueles funcionários que trabalham duro e sentem que não são reconhecidos pelas chefias e superiores por meio de aumentos, promoções ou até feedback sobre a qualidade do trabalho.

Outra causa de estresse no trabalho é ter escolhido a carreira errada. Quando estão em uma área que talvez não seja a certa, ou estão no ramo certo, mas em um emprego ruim, os profissionais se frustram. De qualquer forma, o profissional deve encarar que chegou a hora de mudar.

síndrome de burnoutOs sintomas do estresse são variados. Alguns deles são óbvios, outros nem tanto. Os sintomas do burnout incluem fadiga, irritabilidade, vontade de chorar, ataques de ansiedade, perda de apetite ou apetite em excesso. Existem outros sinais, menos óbvios: insônia, abuso de drogas, cigarro e/ou álcool, pesadelos, perda de memória, baixa produtividade, ranger de dentes e dificuldades de concentração.

Os problemas causados pelo burnout começam na própria empresa. Faltas e atrasos freqüentes, descumprimentos de prazos e fazer o mínimo possível enquanto trabalha são sinais de que o funcionário precisa de atenção. Em estágios avançados, a exaustão pode causar graves problemas de saúde mental.

Quanto mais cedo o burnout for identificado, mais fácil é tratar. A forma mais óbvia de melhorar é pedir demissão. Pode parecer uma atitude drástica, mas quando o estresse chega a níveis avançados, isso se torna uma necessidade, e não um luxo.

A primeira etapa do tratamento de burnout por excesso de trabalho é descobrir os motivos – geralmente, tem a ver com um ritmo intenso e longas horas de trabalho. Depois, é importante diminuir o ritmo, seja tirando férias ou dias de folga. Outra estratégia é se policiar para sair do trabalho sempre no horário e não fazer horas extras. Não leve trabalho para casa. Comece devagar, indo embora no horário certo um dia por semana, depois passe para dois dias. À noite, relaxe na cama antes de dormir com um filme ou um livro.
 
Se o burnout é causado por estresse ou frustração, geralmente é por conta de um fator externo, como um chefe difícil, excesso de volume de trabalho ou perigo de cortes na empresa.

Para lidar com um chefe difícil, a solução mais coerente é chamá-lo para uma conversa e discutir com ele ou ela possibilidades para uma relação mais saudável no trabalho.

Se o caso é sobrecarga de trabalho, você precisa aprender sobre gerenciamento de tempo. Uma pessoa, por mais competente que seja, não pode fazer o trabalho de cinco. Você deverá descobrir o que é mais importante e partir daí.

Se o medo de uma demissão causa burnout, é importante lembrar que não há nada que se possa fazer para mudar o que está planejado. O profissional deve aceitar que existe a possibilidade e começar a traçar planos caso isso aconteça realmente.

Por último, quem descobre que está na carreira errada deve se preparar para desbravar outras opções. Não entre em uma nova área sem planejar com cuidado, ou acabará no mesmo lugar onde começou. Pesquise novos setores, oportunidades e empresas antes de começar a procurar emprego. Mesmo se decidir permanecer no emprego atual, faça esse estudo nas horas vagas. Saber que existem outras opções lá fora ajuda a sentir menos estresse no trabalho

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Carreira Industrial
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Carreira Industrial