vazamento de óleo do golfoA gigante do petróleo BP e a Anadarko, empresa parceira no poço que causou o derramamento de petróleo no Golfo do México em 2010, fizeram um acordo sobre os custos de limpeza do acidente, pelo qual a Andarko pagará à BP 4 bilhões de dólares - menos de metade da quantidade que poderia ter sido forçada a pagar em tribunal .

Na segunda-feira, a petroleira inglesa BP disse que, como parte do acordo, a Anadarko vai desistir das alegações de negligência contra a BP e que o acordo exclui possíveis multas governamentais que ambas as partes podem ter que pagar.

Como parceira de 25% no poço de Macondo, a Anadarko foi obrigada a pagar por 25% dos custos de limpeza do derramamento, além de compensar a população afetada e pagar multas ao governo.

A Anadarko só poderia evitar essa responsabilidade se houvesse sido provada negligência por parte da BP - algo que poderia, potencialmente, ter acrescentado cerca de 18 bilhões de dólares para o total de multas enfrentadas pela British Petroleum.

A BP disse que a conta total pelo derramamento de óleo no Golfo do México em 2010, incluindo multas governamentais de 3,5 bilhões de dólares, gerou à empresa, até agora, despesas 42 bilhões de dólares. Isto sugere que o valor pago pela Anadarko pode ter chegado a quase 10 bilhões de dólares.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás