Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Esfriamento global pode atingir a Terra nos próximos 30 anos

Muitos cientistas acreditam que a Terra está passando por uma tendência de arrefecimento global, o que poderá ocorrer dentro dos próximos 30 anos.

Mais notícias relacionadas a meio ambiente:

Lubrificantes Fênix minimiza impacto com oxidação térmica
A preocupação com o meio ambiente está no DNA da empresa desde sua fundação.


Empresas de biotecnologia representam Brasil na Bio 2013
Maior convenção do setor acontece em abril nos EUA


Para que servem as cortinas de lodo
Também conhecidas como barreiras de lodo, são usadas para evitar que sedimentos de construção poluam ...


Esfriamento global pode atingir a Terra nos próximos 30 anos De acordo com muitos cientistas, a Terra está em um "modo de esfriamento global" atual e vai observar as temperaturas caírem ao longo dos próximos 30 anos, com a forte tendência de o mundo entrar em uma "mini Era do Gelo". Durante vários anos, o Painel Internacional sobre Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas, apelou aos governos de vários países a tomar medidas para prevenir o aquecimento global, antes que se torne uma ameaça mais séria do que já é. Cientistas e meteorologistas, autoridades governamentais, ativistas e ecologistas apontam o homem como o grande responsável pelas mudanças climáticas e, portanto, pretendem fazer com a população mundial mude seu comportamento em relação ao meio ambiente.

No entanto, muitos cientistas acreditam que a Terra está passando por uma tendência de arrefecimento global, o que poderá ocorrer dentro dos próximos 30 anos, pelo menos, de acordo com Mojib Latif, um professor do Instituto Leibniz, da Universidade Kiel, Alemanha, e autor do Painel Intergovernamental da ONU sobre Alterações Climáticas (IPCC). Latif disse que o mundo estará em uma "mini Era do Gelo".

Com base em estudos e relatórios científicos comprovados, Latif afirma que o tempo frio atual é um intervalo de 30 anos no ciclo de aquecimento global, o que pressupõe a possibilidade de que as temperaturas podem subir rapidamente no futuro.

A análise do cientista é baseada nos ciclos naturais na temperatura da água nos oceanos Pacífico e Atlântico, que é contraditória à crença de outros cientistas de que o Pólo Norte estará livre de gelo no verão de 2013. No entanto, de acordo com o Centro de Dados de Neve e Gelo dos EUA, em Colorado, o gelo do mar Ártico aumentou em mais de 26%, ou 409 mil milhas quadradas, desde 2007, relata o Washington Times.

Latif desenvolveu novos métodos para medir a temperatura dos oceanos 3.000 pés abaixo da superfície, que é onde as tendências, tanto de refrigeração quanto de aquecimento, começam. Estas previsões não são novas, no entanto. Em 2008, Latif e sua equipe de cientistas publicaram os resultados em 2008 e novamente em setembro de 2008 em uma conferência do IPCC, em Genebra, na Suíça.

Esfriamento global As temperaturas de congelamento atuais são por causa da oscilação ártica, mas a pesquisa da equipe de Latif mostra que este fato se transforma em uma mudança de longo prazo, que é conhecido como oscilações multidecadais do Pacífico e do Atlântico.

A mudança climática se tornou um tema de grande interesse público. As notícias sobre aquecimento global, efeito estufa, derretimento das calotas polares e geleiras sempre apontam os culpados: o fenômeno El Niño, a queima de combustíveis fósseis como o carvão e o petróleo, e o aumento consequente dos níveis de dióxido de carbono na atmosfera, que devem desencadear uma reação do sistema climático global.

O aspecto mais preocupante do aquecimento global é que isto iria causar derretimento das calotas polares, que por sua vez, faria com que o nível global do mar subisse e inundasse algumas das regiões mais densamente povoadas da Terra. Outros efeitos podem ser mudanças nos padrões de precipitação, levando às secas generalizadas e ameaças à produção agrícola. As últimas conseqüências: a emigração forçada sem precedentes, causando tumulto político e recolhimento econômico. Sabendo como os seres humanos tradicionalmente reagem a essas mudanças, a guerra seria o mais provável.


Editora

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a meio ambiente:

ABNT lança norma sobre manufatura reversa de eletroeletrônicos

Nesta sexta-feira (19 de abril), a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) apresenta em São Paulo a norma ABNT NBR 16156:2013 - Resíduos de equipamentos eletroeletr ...
Desenvolvimento econômico sustentável

O termo desenvolvimento econômico sustentável refere-se ao saldo de crescimento econômico junto com as necessidades sociais e ambientais. Para que o crescimento econômico seja considerado sustent ...
Como funciona um sistema de esgotos

Um sistema de esgoto de águas residuais move o material isolado a partir de seu ponto de origem, de modo que possa ser eliminado ou tratado. Existem três principais ...
Prós e contras de sacolas reutilizáveis

Com tantos problemas ambientais que assolam o planeta, o ideal seria que todas as pessoas contribuíssem para evitar a poluição originada pelo acúmulo de lixo, especialmente por ...
Poluição causada por produtos plásticos

O plástico tornou-se um produto essencial para as pessoas ao redor do mundo. Desde a sua descoberta por Alexander Parkes em 1852, tem sido um dos produtos mais usados ...
O que é biorremediação

A biorremediação é um método, dentro do campo da biotecnologia, criado para impedir as crescentes ameaças provenientes de formas graves de poluição ambiental. Como o nome sugere ...
Ministro da Economia alemão ainda se opõe a licenças de emissão de carbono

Ministério da Economia da Alemanha continua em oposição a um plano da União Europeia para conter um excesso de oferta de licenças no maior mercado mundial ...

Meio Ambiente
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Meio Ambiente


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google