Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Vale e a Danieli Steel assinam protocolo no BNDES

Mais notícias relacionadas a empresas:

Golden apresenta lâmpadas com elevado fator de potência
Linha possibilita usar luz fluorescente em locais grandes com pé direito alto, oferecendo ótima iluminação.


Banco do Brasil facilita compra de equipamentos
BB Crédito Empresa serve para companhias que faturam até R$ 90 milhões anualmente


Honda Brasil investe em energia eólica
Novo parque de energia irá suprir toda a demanda da fábrica de Sumaré (SP) e ...


A Usina Siderúrgica do Ceará (USC), parceria entre a Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) e a italiana Danieli Steel, vai representar investimentos de US$ 700 milhões. O empreendimento terá aportes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Banco do Nordeste (BNB) e deve ter as obras iniciadas em outubro

‘‘Vencemos os obstáculos institucionais, como garantia de gás natural e de energia. Agora, faltam o acordo de acionistas e o projeto de engenharia’’, disse o vice-governador do Ceará, Maia Júnior. De acordo com o diretor-executivo do projeto, Giovanni Coassin, as obras devem demorar 30 meses.

A unidade terá capacidade para produzir 1,5 milhão de toneladas de chapas de aço por ano, garantindo um incremento de 7,5% na produção brasileira e de 11% nas exportações do produto. Toda a produção será voltada para o mercado externo. Coassin disse que há ainda a possibilidade de ampliação da usina, com mais US$ 600 milhões em investimentos, para a produção de 1,5 milhão de toneladas de bobinas de aço por ano.

A composição acionária ainda não foi definida. Mas estima-se que cerca de 70% estarão nas mãos dos sócios estrangeiros e o restante, com Vale, BNDES, BNB e o Estado do Ceará. Além da Danieli, o grupo coreano Dongkuk Steel faz parte do projeto.

A usina vai usar tecnologia italiana, mas o grupo comprometeu-se com o BNDES a encomendar o máximo possível de equipamentos brasileiros. Segundo Coassin, as compras no mercado local devem representar cerca de metade das encomendas. A Vale, por outro lado, terá de investir US$ 400 milhões na ampliação de sua unidade de pelotização de minério de ferro no Maranhão para abastecer a siderúrgica.

A atração de grandes siderúrgicas mundiais para o Brasil faz parte de estratégia da Vale para fidelizar os consumidores de minério de ferro. ‘‘Um cliente no Brasil é cliente preferencial da Vale’’, explicou o diretor de Novos Negócios da mineradora, Antônio Miguel. Neste sentido, a empresa negocia ainda com a chinesa Baosteel e a francesa Arcelor para o investimento de US$ 1 bilhão em uma siderúrgica no Maranhão.

Infomet

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a empresas:

O que é espionagem industrial

A espionagem industrial é uma tentativa de obter acesso a informações sobre planos da empresa, produtos, clientes ou segredos comerciais. Na maioria dos casos, tal conduta, especialmente quando se trata ...
Minério de ferro e ouro impulsionarão lucro da Vale

O avanço no preço do minério de ferro, que cresceu aproximadamente 23% até março, na comparação com o quarto trimestre de 2012, e o acordo ...
Kia Motors faz recall no Brasil

No dia 1º de maio, tem início o recall dos carros modelos Soul, Carens, Carnival e Sorrento (anos 2007 e 2008) e Sorento (2009 a 2011), da montadora Kia ...
Agrale apresenta caminhões na Agrishow 2013

A Agrale apresenta na Agrishow 2013 dois modelos da sua linha de caminhões, o Agrale 8700 e o 14000. A feira acontece entre os dias 29 de abril e ...
Klüber Lubrication investe na gestão do conhecimento

A subsidiária da América Latina da Klüber Lubrication, especializada em soluções com lubrificantes especiais, definiu a gestão do conhecimento como um dos principais pontos da ...
Fiat ultrapassa 5 milhões de carros flex feitos no Brasil

A Fiat ultrapassou nesta semana a marca de 5 milhões de automóveis e comerciais leves produzidos com a tecnologia Flex Fuel. Atualmente, 99% dos veículos produzidos para ...
Bener Presses lança máquina de corte laser por fibra ótica

Na Feimafe 2013, o Grupo Bener apresentará a máquina de corte laser por fibra óptica modelo BLS-F 3015/2000, da Baykal, fabricante turca representada exclusivamente desde 2011 no Brasil ...

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google