japão intervém para fazer iene cairO governo do Japão inicou hoje medidas para para enfraquecer o iene, depois que ele subiu para o maior índice em relação ao dólar desde o pós-Segunda Guerra Mundial.

O ministro das Finanças japonês, Jun Azumi, disse que esta foi a terceira intervenção na economia do país no ano de 2011. 

"As taxas de câmbio devem refletir a economia real e flutuar dentro da faixa do senso comum. Caso contrário, ele irá distorcer a economia real", disse Azumi. "Eu decidi (a intervenção) esta manhã, pois tal aumento da moeda é intolerável". 

A moeda japonesa subiu ao maior alto desde o pós-guerra de 75,32 por US $ 1 nas primeiras horas de segunda-feira. Com a intervenção federal, imediatamente caiu para 79 por dólar.

O governo está preocupado que um iene fortalecido afetará sua economia, que depende fortemente de exportações. Apenas agora, no fim do ano, a nação começa a se recuperar dos efeitos colaterais devastadores do terremoto no Japão de 11 de março e do tsunami no Japão que arrasaram o país. 

"A valorização do iene pode fechar fábricas e eu não posso tolerar isso", disse Azumi.

Para cada vez que o iene sobe em relação ao dólar, a Toyota, fabricante do carros, perde 30 bilhões de ienes (380 milhões de dólares) em lucros.

O mercado de ações, no entanto, perdeu o impulso postivo depois de um ganho de 100 pontos iniciais, já que alguns analistas expressaram ceticismo sobre a eficácia da intervenção.

"A questão é por quanto tempo o efeito da intervenção vai continuar", disse Toshihiko Matsuno, estrategista-sênior da SMBC Friend Securities. "O mercado está olhando para os exemplos do passado. Se este é uma situação singular, o efeito seria limitado. Tudo depende quão longe o governo está pronto para intervir. É uma batalha entre o mercado e o governo."

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia