As principais siderúrgicas japonesas elevaram suas projeções de resultados para o ano fiscal que termina em 31 de março. A continuidade da demanda expressiva pelos produtos siderúrgicos e os aumentos de preços dos produtos fornecidos para fabricantes de automóveis e navios impulsionou os resultados do setor no ano passado.

A forte demanda chinesa, vem alavancando os resultados das siderúrgicas de todo o mundo, em especial as japonesas. A demanda também tem sido forte entre as montadoras de automóveis e navios e fabricantes de máquinas no Japão.

'Não esperamos que haja qual quer mudança no cenário atual de forte demanda', disse o vice-presidente da JFE Holdings, Tetsuo Miyazaki.

Os executivos das siderúrgicas também afirmam que será inevitável que haja reajustes de preços do aço, o que deverá ser aceito pelos seus clientes, uma vez que a demanda pelos seus produtos também está aumentando.

A Nippon Steel, maior siderúrgica do Japão, revisou a estimativa de lucro líquido de 190 bilhões de ienes para 200 bilhões de ienes (US$ 1,914 bilhão), o que representaria avanço significativo frente o lucro líquido de 41,5 bilhões de ienes que a companhia obteve no ano fiscal anterior.

A segunda maior siderúrgica do País, JFE Holdings, por sua vez, revisou a projeção de lucro de 140 bilhões para 150 bilhões de ienes (US$ 1,436 bilhão).

Autor(es): Jornal do Commercio

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia