Fatores que influenciam o preço do petróleoEntender o que faz com que o preço do petróleo flutue pode, muitas vezes, ser um assunto confuso para aqueles que estão fora do mercado de commodities. Há uma série de fatores que afetam o preço do petróleo em todo o mundo. Compreender a complexidade dos preços do petróleo pode ajudar os investidores a descobrir os melhores momentos para seus investimentos nesse produto de alta demanda.

OPEP e a oferta e demanda global de petróleo

Os preços do petróleo são impulsionados pelas mudanças globais de oferta e procura, juntamente com uma série de outros fatores geopolíticos. A produção mundial de petróleo é controlada pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), que visa manter um preço estável por barril para o petróleo bruto. O objetivo da OPEP durante a última década tem sido a de manter o preço do petróleo em cerca de US $ 30/barril. No entanto, grandes eventos mundiais dificultaram essa meta ao longo do tempo.

Desastres naturais e os preços do petróleo

Guerras, recessões e clima devastadores são os principais fatores externos que podem afetar os preços do petróleo. Em 2005, o furacão Katrina, em Nova Orleans, EUA, interrompeu a produção de petróleo ao longo do golfo da Costa Sul dos Estados Unidos. Como o fornecimento foi cortado abruptamente e a demanda permaneceu no mesmo preço, o petróleo subiu para mais de US $ 70 por barril em um curto período de tempo. Como os preços na bomba atingiram seu pico, o presidente Bush lançou 30 milhões de barris da Reserva Estratégica de Petróleo (SPR), para recuar o valor do petróleo.

Guerra e os preços do petróleo

A instabilidade política no Oriente Médio tem causado grande preocupação em relação ao acesso ao petróleo, já que a região é responsável por uma grande quantidade da oferta de petróleo mundial. Em julho de 2008, os preços do petróleo atingiram mais de 136 dólares o barril devido às preocupações globais sobre as guerras no Iraque e no Afeganistão. Uma das principais razões para que os preços do petróleo subissem tão vertiginosamente durante este período de tempo foi devido ao fato de que os fornecedores não foram capazes de convencer os compradores de que seriam capazes de entregar o petróleo corretamente.

Quando os preços do petróleo sobem a esses níveis, o consumidor, em seguida, corta os gastos com condução individual, a fim de economizar dinheiro. Isso, por sua vez, diminui a demanda, que começa a abaixar o preço do petróleo. Esta é a lei básica de oferta e procura que dita o preço do petróleo e ilustra a complexa relação entre consumidores e produtores.

Crise e os preços do petróleo

Em épocas de crise da economia, existe uma série de fatores que podem diminuir a demanda por petróleo e, consequentemente, o preço do produto. Primeiro, o carro é sempre uma das primeiras despesas que os consumidores cortam em seus orçamentos. Durante uma recessão, muitas vezes os empregadores permitem que os funcionários trabalhem em casa um ou dois dias por semana. Esta redução na condução como um meio de poupar dinheiro reduz também a demanda por petróleo e, por consequência, os preços do petróleo.

Outro fator que afeta os preços do petróleo em uma recessão é a redução da demanda para os produtos. Como os consumidores gastam menos, a demanda por petróleo também diminui à medida que menos produtos são enviados dos fabricantes para os países consumidores. Menos pessoas comprando televisores, aparelhos de som, etc, cria uma demanda menor para o transporte de mercadorias, o que reduz a demanda por petróleo.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás