OPEP eleva previsão de demanda por petróleoA Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP) está investindo em novos suprimentos para atender o aumento do consumo de petróleo. Ao mesmo tempo, a entidade vê o risco para as perspectivas de demanda por causa da crise da dívida da Europa e uma desaceleração da economia global.

A OPEP divulgou hoje seu relatório sobre o cenário global de petróleo, em que aumentou a sua estimativa de fornecimento, dizendo que pode haver um aumento na capacidade ociosa de produção de petróleo para 8 milhões de barris/dia até 2015 - o dobro do número registrado neste ano.

A demanda mundial de petróleo deverá aumentar para 92,9 milhões de barris por dia (bpd) em 2015, no caso de referência da OPEP apresentado no relatório, até 1,9 milhão bpd a partir de previsões do ano passado. A real demanda de petróleo em 2010 foi, em média, 86,8 milhões de bpd.

Mas o relatório cita uma série de desafios para a economia global, tais como diminuição do estímulo monetário, a crise da zona do euro e os sinais de que os países emergentes - espera-se que eles impulsionem a atual demanda por petróleo - não são imunes à piora das condições econômicas. Com o aumento da incerteza política na Itália, onde o primeiro-ministro Silvio Berlusconi está sob pressão para renunciar, a Europa aperta mais ainda o cinto, após a crise grega que atingiu os mercados nas últimas semanas.

"Tudo isso tem levado a riscos de deterioração elevados para a economia mundial", afirma o secretário-geral da Opep, Abdullah al-Badri, em sua introdução ao relatório anual de 287 páginas, publicado nesta terça-feira.

A OPEP produz mais de um terço do petróleo do mundo. A entidade é normalmente mais conservadora sobre a demanda por petróleo do que outros órgãos, tais como a Agência Internacional de Energia. A AIE deve divulgar a sua perspectiva própria de energia de longo prazo amanhã.

"É importante ressaltar que os riscos aparecem direcionados para o lado negativo, especialmente desde a crise da dívida em alguns países da União Europeia", disse a Opep.

O relatório da OPEP faz previsões até 2035, quando se espera que a demanda mundial de petróleo para chegue a quase 110 milhões de bpd. No ano passado, o relatório calculava demanda de 106 milhões de bpd em 2030.

Preços mais altos

O relatório leva em consideração um preço do petróleo de 85 dólares - 95 dólares por barril nesta década, passando de US $ 75 - $ 85 na previsão do ano passado e abaixo sessão de alta de mais de 116 dólares para o petróleo bruto Brent na terça-feira.

O preço do petróleo atingiu uma alta até agora em 2011 de US $ 127 o barril em abril, graças ao conflito político-social na Líbia, país membro da OPEP. Em entrevista coletiva em Viena, lideranças da OPEP disseram que não espera que o petróleo caia abaixo de 100 dólares em breve.

(com informações da Reuters)

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás