Vazamento de óleo no campo de Frade ainda não acabou, afirmam autoridadesUm derramamento de óleo no Campo de Frade, operado pela petrolífera Chevron, localizado na costa brasileira "não acabou", advertiu a Agência Nacional do Petróleo no último domingo.

"O vazamento ainda não parou em alguns pontos", confirmou a agência de monitoramento, referindo-se a imagens tiradas no último sábado, e também de acordo com dados divulgados pela Marinha que está monitorando o vazamento.

O óleo "continua a afastar-se da costa", acrescentou o relatório. No sábado (19/11), o presidente da Chevron Brasil, George Buck, disse à mídia local que "a pressão dos depósitos foi subestimada".

Baseado em um cálculo incorreto, a empresa utilizou um tipo de material que não tinha o peso necessário o suficiente para conter o petróleo, que, em seguida, vazou e chegou à superfície, segundo divulgou o jornal a Folha de São Paulo.

Na sexta-feira (18/11), a agência de petróleo disse que a mancha de óleo caiu de 63 quilômetros quadrados, volume verificado na terça-feira (15/11) para aproximadamente 11 quilômetros de comprimento e 4,5 quilômetros quadrados de largura.

O poço operado pela Chevron, com, pequena participação da Petrobras, que começou a vazar em 08 de novembro, está na região do Campo de Frade, localizado a cerca de 370 km a nordeste do Rio de Janeiro, em uma área que é rota migratória de baleias e golfinhos.

De acordo com a Chevron, a mancha atingiu um volume de 882 barris de petróleo no pior pico de vazamento, na segunda-feira (14/11), e caiu para 18 barris na sexta-feira (18/11).

Estima-se que entre 200 e 330 barris de petróleo vazaram no mar desde 08 de novembro. O Ministério da Energia, por sua vez, disse que um montante de 220 a 230 barris de petróleo estão se infiltrando no oceano diariamente.

Essas estimativas foram contestadas pelo Greenpeace, que disse que as imagens de satélite mostraram um derramamento "10 vezes maior", e provavelmente chegou mais perto de 3.700 barris por dia.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás