Tecido resistente ao fogoUm tecido resistente ao fogo, também comumente chamado de tecido retardante de fogo, é um tipo de têxtil mais resistente às chamas do que outros tipos de tecidos. Este tecido super-resistente às chamas é bastante aproveitado na confecção de vestimentas de proteção individual, como parte dos procedimentos de segurança do trabalho. O tecido torna-se resistente através de tratamento químico de fibras têxteis, ou porque suas fibras são especificamente fabricadas com componentes retardantes de fogo.

Embora estes tecidos tenham uma taxa de gravação mais lenta do que outros, ainda é possível que elas se queimem. Além disso, é mais provável que as roupas sejam danificadas se forem expostas ao fogo e às altas temperaturas por um período suficientemente longo de tempo. A finalidade destes tecidos é reduzir a propagação de um incêndio, e não preservar o tecido em si.

É possível a utilização de fibras naturais para criar um tecido anti-chamas, suprimento que servirá de matéria-prima na produção de macacões de segurança e até mesmo de luvas de proteção. Um tecido de algodão resistente, por exemplo, pode ser tratado com uma substância química que reduz a sua inflamabilidade. O produto químico aplicado topicamente reduz a inflamabilidade de um tecido que reagirá com o alcatrão e gases naturalmente produzidos pelo tecido. Quando o produto químico reage com o alcatrão e com os gases, faz com que os tecidos se inchem em vez de queimar.

Diferentes tipos de tecidos retardantes de fogo têm variados níveis de durabilidade quando expostos ao calor e às chamas de um incêndio ou uma explosão. Normalmente, as telas fabricadas para serem resistentes ao fogo são mais duráveis em condições em que as fibras naturais, que são simplesmente tratadas com produtos químicos, possam deixar o tecido mais resistente ao fogo. O poliéster, por exemplo, pode ser fabricado de modo que as propriedades de resistência ao fogo sejam desenvolvidas na estrutura das fibras.

modelos de tecidos anti-chamas Uma das razões pelas quais os modelos de tecidos anti-chamas são considerados mais eficazes em relação aos tecidos tratados topicamente é que estes últimos podem perder sua capacidade de resistir ao fogo ao longo do tempo. Isto é especialmente verdadeiro para os tecidos com telas que são regularmente lavados.

Um dos usos mais comuns do tecido resistente ao fogo é nos trajes que os bombeiros usam. Estas vestimentas são normalmente feitas de tecidos mais duráveis e que estão disponíveis no mercado industrial, incluindo tecidos de tecnologia de ponta, com fibras de estrutura molecular. Não só estes tecidos têm de resistir ao fogo, mas também é importante que eles não se desgastem quando são expostos ao calor e às chamas. Além disso, é importante que estes tecidos conduzam muito pouco calor, de modo a proteger o bombeiro contra as altas temperaturas de um incêndio.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Segurança do Trabalho
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Segurança do Trabalho