Alstom Brasil abre primeira fábrica de turbinas eólicasO grupo de engenharia Alstom investe (como forma de capitalização) no mercado brasileiro de energia eólica em expansão com a inauguração de uma nova fábrica de geradores eólicos no nordeste do estado da Bahia, no último dia 30 de novembro, sendo esta sua primeira unidade na América Latina.

A planta de geração de energia, construída com um investimento inicial de US $ 26 milhões, está localizada em Camaçari, um complexo industrial localizado no estado da Bahia e que está bem próximo da capital, Salvador, e terá uma capacidade de produção de 300 MW.

A empresa Alstom, já líder mundial no mercado de energia hidroelétrica, disse que a fábrica de Camaçari, que vai trazer inicialmente 150 empregos diretos e 500 indiretos, irá montar 86 eco-turbinas adaptadas para as condições de vento médio-alto e para a complexa geografia costeira da região.

Marcos Costa, um alto executivo da Alstom América Latina, descreveu o Brasil como um dos mercados que mais cresce no setor de energia eólica. "Um dos maiores potenciais está na região Nordeste e a Bahia é um dos estados mais promissores", acrescentou durante a cerimônia em que também participou o governador da Bahia, Jaques Wagner.

"O Brasil precisa de investimentos em eletricidade de acordo com seu desenvolvimento econômico e progresso social", destacou Patrick Kron, CEO da Alstom, no decorrer da cerimônia.

"A energia eólica representa hoje apenas uma fração modesta da capacidade total, mas essa fração deve crescer muito rapidamente", acrescentou. "É por isso que decidimos construir aqui uma fábrica para atender ao mercado interno e, se possível, ao mercado de exportação. "Esta é nossa primeira fábrica na América Latina. Também estamos construindo uma nos Estados Unidos”, salientou Kron.

A Alstom, que faz negócios no Brasil há 55 anos, já ganhou dois contratos fundamentais para parques eólicos. No ano passado, assinou um acordo com a Desenvix do Brasil para abastecer seu complexo agrícola com 90MW de energia eólica no Estado da Bahia. E em junho, a empresa assinou um contrato de US$ 288.000.000 com a Brasventos para a construção e manutenção de três parques eólicos no Brasil, situados no estado do Rio Grande do Norte.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia