Contrariando crise mundial, Austrália cresce 2,5%Com a Europa e os Estados Unidos em crise, a China prevendo dificuldades para 2012 e o PIB do Brasil estagnado, a Austrália brilha na economia mundial com um crescimento de 2,5% no terceiro trimestre puxado, principalmente, pelos setores de construção civil e mineração.

O Produto Interno Bruto (PIB) australiano cresceu 2,5% nos três meses até o final de setembro do mesmo período um ano antes, apontou o gabinete de estatísticas local. A expectativa de analistas econômicos era de um ganho de 2,1%.

Apesar do forte crescimento, há temores sobre próximos trimestres, com uma desaceleração esperada na Europa e China.

Perspectivas sombrias

A deterioração das perspectivas levou o Banco Central da Austrália na terça-feira a cortar as taxas de juros em 25 pontos base, para estimular a demanda doméstica. Foi o segundo corte da taxa em dois meses.

"Parece provável que, em nossa próxima reunião, as perspectivas de crescimento global serão ainda piores", disse Rob Henderson, chefe da economia de mercado do banco.

"Esperamos que o resultado da próxima leitura de inflação, no final de janeiro, seja baixa".

Contrariando crise mundial, Austrália cresce 2,5%Boom de recursos

Apesar das preocupações, alguns analistas dizem que a Austrália parece mais preparada para enfrentar os problemas da economia global do que muitos outros países.

"Vemos um crescimento sólido ao longo do próximo ano, o que é diametralmente oposto ao que a maioria do mundo desenvolvido está esperando", disse Brian Redican, de Macquarie.

O dólar australiano subiu após a divulgação dos números mais recentes de crescimento. Dados de quarta-feira mostram que, em comparação com o período de abril-junho, o crescimento no trimestre seguinte foi de 1%, que é maior do que as taxas de crescimento nos EUA e na maior parte da Europa.

A saúde contínua da indústria de recursos é um dos principais contribuintes, como a expansão da indústria de mineração para atender às necessidades de China e Índia. Os gastos das empresas mineradoras adicionaram 2,1% ao crescimento do PIB. O setor de construção civil subiu 31% no trimestre.

O consumo das famílias cresceu 1,2%, mostraram os dados, acrescentando 0,7 pontos percentuais ao PIB.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia