Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Aviação terá ano difícil em 2012

A crise da economia europeia teria atingido o transporte aéreo em todo o mundo e congelado os lucros na Ásia, mercado importante para a indústria aérea.

Mais notícias relacionadas a comércio internacional:

Taiwan: mercado promissor de produtos siderúrgicos
Cenário dos laminados planos é dominado pela China Steel Corporation (CSC), única empresa com usinas ...


O que são exportações invisíveis
Também conhecidas como exportações intangíveis, incluem pagamentos, licenciamento e repatriação de lucros entre empresas.


Camex anuncia redução de imposto de importação até 2014
Máquinas e bens de informática não produzidos no Brasil


Aviação terá ano difícil em 2012O ano de 2012 não deve ser bom para as companhias aéreas, que enfrentarão mais de US$ 8 milhões em perdas se a Europa não conseguir controlar a crise da dívida do euro. O alerta é da International Air Transport Association (IATA), grupo mundial de empresários do setor de aviação.

A crise da economia europeia teria atingido o transporte aéreo em todo o mundo e congelado os lucros na Ásia, mercado extremamente importante para a indústria aérea.

"O maior risco para a rentabilidade durante o próximo ano é a crise econômica que resultaria de um fracasso dos governos para resolver a crise da dívida soberana da zona do euro", disse Tony Tyler, diretor-geral da IATA.

"Tal resultado poderia levar a perdas de mais de US $ 8 bilhões, o maior desde a crise financeira de 2008", acrescentou.

Mesmo no melhor dos casos, as companhias aéreas da Europa devem enfrentar perdas em 2012 e a diferença entre as grandes e pequenas companhias pode estimular as transportadoras asiáticas a absorver a nova demanda e colocar à venda companhias aéreas menores para investidores norteamericanos.

A IATA, que representa 240 das companhias aéreas mais conhecidas do mundo, responsáveis por 84% do tráfego global, reduziu sua projeção de lucros da indústria para US $ 3,5 bilhões de $ 4,9 bilhões em 2012. Sua perspectiva de lucro de 2011 foi inalterada em US $ 6,9 bilhões.

Até agora, a aviação tem sido relativamente otimista sobre suas perspectivas de como a Europa oscila à beira da recessão, com aumento da demanda na Ásia e na restrição de capacidade na América do Norte.

Aviação terá ano difícil em 2012Líderes da indústria têm sido poucos abertos a contemplar um colapso, com a Airbus e a Boeing elevando a produção para níveis recorde para atender à demanda de consumo de jatos e combustível, dada a força continuada dos preços do petróleo.

Mas IATA disse que não podia ignorar os riscos econômicos crescentes.

"Ainda há um risco muito significativo que a crise da dívida soberana da zona do euro poderia sair do controle, gerando uma crise bancária generalizada e mais fraqueza econômica", disse em um novo comunicado, divulgado hoje em Genebra.

A previsão da IATA para o pior caso baseia-se em uma avaliação de risco sobre a crise da dívida européia, realizado pela Organização para Cooperação Econômica e Desenvolvimento.

O exercício leva em conta a possibilidade de uma crise bancária de grande porte, marcada pela recessão europeia, com uma queda sentida em nível global. O IATA adota a previsão da OCDE de que a economia mundial crescerá 0,8% no próximo ano.

"Neste cenário, as companhias aéreas veriam o crescimento da demanda de passageiros diminuir, além de uma contração de 4,7% nos mercados de carga", disse a IATA. Operadoras asiáticas passariam de um lucro de US $ 3,3 bilhões em 2011 para um prejuízo de US $ 1,1 bilhão.

O mercado de logística já está em declínio, em um sinal de enfraquecimento do comércio global, embora as empresas de passageiros de muitas companhias aéreas tenham apresentado desempenho melhor do que o esperado. O tráfego de mercadorias encolheu 5% entre maio e outubro.

"O comércio internacional está praticamente parado e estamos propensos a ver uma desaceleração nos negócios e viagens pessoais como resultado", disse o economista-chefe da IATA, Brian Pearce.

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a comércio internacional:

Importação de produtos químicos da Índia

A indústria química indiana está em franca expansão. O setor proporciona hoje um grande volume de negócios dentro e fora do país. Produtos químicos ...
Pesquisa mostra recuperação da indústria chinesa

A produção industrial na China melhorou neste mês de outubro, dando sinais de que uma recuperação pode estar tomando forma depois de uma queda acentuada da segunda ...
Definição de certificado de origem

O certificado de origem é um documento importante no comércio internacional que atesta que os bens em um embarque de exportação específico são inteiramente obtidos, produzidos, fabricados ...
Diferença entre marca de serviço e marca registrada

Se você fabrica um produto ou oferece um serviço, provavelmente quer que sua empresa tenha uma identidade única para permitir que seus clientes saibam a origem do produto ou ...
Modelos de comércio internacional

Modelos de comércio internacional têm sua origem na teoria da vantagem absoluta apresentada por Adam Smith, que demonstrou que era benéfico para um país se especializar ...
Déficit em químicos alcança US$ 12,0 bi no primeiro semestre

As importações brasileiras de produtos químicos totalizaram mais de US$ 19,4 bilhões no primeiro semestre de 2012, enquanto as exportações somaram US$ 7,4 bilh ...
China pretende criar zona de conversão da moeda

A China planeja criar uma zona especial para experimentar com a convertibilidade da moeda em Shenzhen (foto), cidade em que introduziu as principais reformas econômicas há três d ...

Comércio Internacional
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Comércio Internacional


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google