A Walter do Brasil já está revendo as projeções feitas para 2005. O desempenho da filial brasileira do grupo Walter AG, da Alemanha, nos dois primeiros meses do ano já apontam para uma oportunidade de crescimento superior aos 20% previstos.

"Nosso planejamento para 2005 foi feito com grande antecedência. Nesse momento, nosso desempenho já é bem superior ao de janeiro/fevereiro de 2004", diz Edison Loureiro, gerente de Marketing da empresa. Além do mercado se manter em alta - a indústria automobilística, principal consumidor de ferramentas de corte, por exemplo, estabeleceu novos recordes de produção e vendas no mês passado -, mudanças internas estão favorecendo o crescimento.

Loureiro cita, entre os fatores internos, a nova estrutura comercial implementada no ano passado e que está se mostrando acertada. Outro dado é a intensificação de treinamentos comerciais e técnicos realizados no final de 2004, que também deram mostras de potencial de crescimento superior ao previsto. "Além disso, temos os novos produtos. A linha Xtratec, lançada no segundo semestre de 2004 no Brasil, já pode ser considerada um sucesso e rapidamente chegou a uma posição importante no faturamento da empresa", diz Loureiro.

De acordo com o gerente, os produtos que serão lançados na Feimafe também devem impulsionar os resultados da empresa. Sem adiantar todas as novidades, Loureiro destaca a presença entre eles de uma nova pastilha TigerTec para o torneamento de aços.

Para o segundo semestre, além das novidades que serão lançadas na EMO, é certa a entrada em operação de uma nova estratégia e novos produtos para a linha de ferramentas em policristalino (PKD) e CBN. "O grupo Walter adquiriu no ano passado a alemã Werner Schimitt, especializada nessas linhas, e, desde então, está se estruturando para entrar fortemente nesse segmento", afirma.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas