O governo do Japão aprovou em 14 de dezembro a fusão entre a maior siderúrgica do país, a Nippon, e a sua rival, a Sumitomo Metal Industries, que, juntas, formarão a segunda maior empresa de produção de aço do mundo.

A fusão, com previsão de ser oficialmente divulgada em 01 outubro de 2012, vai criar uma gigante empresa siderúrgica, perdendo apenas a ArcelorMittal, e gerará uma economia em face da concorrência global cada vez mais intensa. A Japan Fair Trade Commission (Comissão de Mercado de Negócios do Japão), disse que a fusão não seria problemática em termos de concorrência.

A competição global na indústria do aço tem se intensificado nos últimos anos com a demanda estimulada por economias emergentes como a China, que são a realização de projetos de infra-estrutura maciça, construção e fabricação. As montadoras japonesas, fabricantes de eletrônicos e outras empresas também têm procurado expandir a produção no mercado externo em busca de crescimento, com a demanda mais forte do consumidor e por meio de barreiras contra riscos cambiais.

Através da fusão, as siderúrgicas terão como objetivo realinhar e fortalecer uma rede global, nomeadamente na China, Brasil, Índia e países do Sudeste Asiático.

A nova empresa, formada pela Nippon Steel e pela Sumitomo Metal Corp, "visará atingir 6-70 toneladas em termos de capacidade de produção global, acelerando ainda mais o seu desenvolvimento de negócios no exterior", disseram as duas empresas em setembro deste ano.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas