MP exige que Chevron pague US$ 10,6 bilhões por vazamentoO Ministério Público Federal está exigindo pagamento de mais de US$ 10 bilhões por danos ambientais causados pela empresa Chevron. Em novembro, um de seus poços de petróleo vazou no campo de Frade, na costa do Rio de Janeiro.

O órgão também pediu ao tribunal a suspensão imediata das operações da petroleira norteamericana e de sua empreiteira de perfuração, Transocean, no Brasil. A Chevron já foi multada em US$ 28 milhões pelo derramamento de óleo.

Um comunicado oficial disse que a empresa Chevron ainda não tinha sido notificada do processo.

Os promotores do caso argumentaram que "a Chevron e a Transocean não foram capazes de controlar os danos de um derrame de 3.000 barris de petróleo, o que prova a falta de planejamento e gestão ambiental".

Eles também acusam a Chevron de omitir informações da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

A Chevron, que assumiu a responsabilidade do vazemento, foi proibida de qualquer perfuração de novos poços no Brasil por pelo menos três meses, enquanto a ANP investiga o acidente.

A companhia disse que havia subestimado a pressão de depósitos de petróleo durante a perfuração submarina, fazendo com que o óleo subisse para o furo e se infiltrasse no fundo do mar em volta do poço.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás