Gás de proteção na soldaUm gás de proteção é usado durante a soldagem de fios. Ao contrário da solda de arco, os processos de solda MIG e de solda TIG usam o gás de proteção para proteger a solda da contaminação. Com uma mistura de monóxido de carbono e gases de argônio, o soldador aplica a quantidade adequada de gás de proteção através da pistola de solda, conforme for necessário. A vantagem em usar um gás de proteção durante a soldagem é que não há escória da solda que requeira limpeza, como acontece no caso da soldagem de arco.

Quando uma nova máquina de solda de fio é comprada, ela não vem com um tanque de gás de proteção. Isto deve ser comprado ou alugado a partir de um fornecedor de gás. A maioria das lojas também vende dispositivos de liberação de gases de soldagem e podem ajudar o comprador na aquisição destes tanques de gás de proteção de solda. O tipo e a mistura do gás de proteção serão determinados pelo método de solda que vai ser feito usando o gás. Para a maioria dos requisitos de soldagem em geral, o gás argônio é suficiente. Existem algumas situações de soldagem, como a solda de alumínio, que necessitam de uma mistura especial de gás.

 gás de proteçãoAo fazer a solda com um gás de proteção, é importante manter a pistola de solda perto da peça de trabalho. O fluxo de gás proveniente do bico deve ser mantido em contato com a peça de solda. Se o gás não permanecer perto da peça, isto poderia resultar em uma solda fraca e não uniforme. Nesse sentido, os operadores devem verificar as recomendações dos fabricantes encontrados no manual de operação e as configurações dos reguladores de tanque de gás. Isso irá garantir um bom fluxo de gás ao longo do processo de soldagem.

Quando a soldagem é realizada em condições de vento extremamente fortes, pode ser necessário aumentar o fluxo de gás proveniente da pistola de soldagem. Ocasionalmente, o vento pode soprar o gás para longe da peça de solda, causando a contaminação da solda. Esta condição é rara, entretanto, e pode ser corrigida, mantendo-se a pistola de soldagem um pouco mais perto da peça de metal a ser soldada. Não é necessário que o gás de proteção mantenha o foco na solda por mais de uma fração de segundo quando a solda é formada.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Metal Mecânica
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Metal Mecânica