A divisão aeronáutica do grupo espanhol Gamesa inaugurou, em São José dos Campos, unidade dedicada à montagem de estruturas e de componentes para a indústria aeronáutica. Parceira de risco da Embraer, a nova fábrica da Gamesa, a primeira da empresa no Brasil, terá sua produção voltada inicialmente para a montagem dos estabilizadores horizontais dos jatos 190 e 195 e também para a prestação de serviços de acabamento para os jatos da Embraer.

As instalações da Gamesa, às margens da Via Dutra, têm 7 mil metros quadrados de área produtiva e 2 mil metros quadrados de área administrativa. A previsão é que tenha mais de 350 funcionários até 2008.

A empresa estuda possibilidade de utilizar as instalações para desenvolver outras atividades do grupo. Uma delas seria a fabricação de equipamentos para geração de energia eólica. A divisão eólica da Gamesa na Espanha está entre as cinco maiores do mundo na fabricação de sistemas de geração de energia elétrica renovável. Em 2004 o grupo faturou cerca de € 1,8 bilhão e obteve lucro líquido de quase € 220 milhões. A empresa, com atuação também no setor automotivo, possui cerca de 7,2 mil funcionários.

A divisão Aeronáutica da Gamesa é parceira de risco da Embraer desde 1995. A empresa fornece as asas e as naceles dos motores de aviões. A produção local das partes estruturais dos jatos da Embraer será feita numa segunda fase, por se tratar de projeto mais complexo e de risco para ser atendido por apenas um fornecedor.

O Banco Bilbao Viscaya Argentaria (BBVA) e a companhia Iberdrola são os principais acionistas da Gamesa, com 31,8% do capital da empresa. A Nefinsa tem 21,2% e cerca de 44,3% do capital da companhia está na Bolsa de Valores.

Autor(es): Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas