O que faz um químico de fluidosQuímico de fluidos, ou engenheiro de lamas, é um profissional do setor de petróleo e gás responsável por informar os produtos químicos (e respectivas concentrações) necessários para o preparo do fluido de perfuração, bem como testar e tratar o fluido (lama de perfuração) para que ele mantenha suas propriedades físico-químicas, dentro dos limites recomendados.

A lama de perfuração é o líquido enviado para o poço de petróleo para manter o eixo correto. A lama contém argila bentonítica, que gruda a parede do poço e a mantém selada, evitando que os líquidos escapem para fora. É o trabalho do engenheiro de lama misturar o líquido com o peso e a composição corretos para as condições no momento.

A lama de perfuração fornece a pressão hidrostática na parede do revestimento para impedir a produção descontrolada de fluidos do reservatório, lubrifica e resfria a broca , transporta os detritos de perfuração até a superfície, forma uma "proteção de filtro" na parede do revestimento para evitar a invasão de fluidos de perfuração, fornece um meio de informação para o bem de registro e ajuda a perfuração por fratura da rocha a partir dos jatos. Para cumprir estas tarefas de forma eficaz, a lama contém aditivos cuidadosamente escolhidos para controle de suas propriedades químicas e reológicas.

O químico de fluidos é responsável pela instalação do cimento até os poços para selar-los, se necessário, e também é responsável por cuidar de bolsões de gás pressurizado, que podem ser perigosos.

Como a perfuração acontece 24 horas por dia, o trabalho do engenheiro de lamas só termina se for bem-feito.

Químicos de fluido estudam Engenharia de Petróleo e Gás, Engenharia Química ou em cursos relacionados, mas o importante mesmo é a experiência em uma plataforma antes de se especializar no assunto dos fluidos.

O que faz um químico de fluidosAntes da perfuração de um poço, um "programa de lama" é planejado de acordo com a geologia esperada no local, em que serão definidos os produtos a serem utilizados, as concentrações desses produtos e as especificações de fluidos em diferentes profundidades. À medida que o buraco é perfurado e se aprofunda, mais lama é exigida e o engenheiro é responsável por certificar-se que a lama a ser adicionada é feita segundo as especificações exigidas. A composição química da lama é concebida de modo a estabilizar o buraco.

Às vezes é necessário mudar completamente a composição do fluido de perfuração através de uma camada especial de subsuperfície.

Conforme a perfuração avança, o químico de fluidos vai obter informações de outros prestadores de serviços, como o registrador de lama (registro técnico) sobre o progresso através de zonas geológicas e vai fazer exames físico-químicos regulares da lama de perfuração.

A lama tende a se acumular em pequenas partículas das rochas que estão sendo perfurados pelo meio e suas propriedades mudam. É o trabalho do engenheiro de lama especificar aditivos para corrigir essas alterações ou para substituir parcial ou totalmente a lama, quando necessário.

Ele ou ela também deve ficar de olho no equipamento que é usado para bombear a lama e remover as partículas e estar preparado se as previsões dos geólogos não são totalmente corretas ou em caso de outros problemas.

O engenheiro de lama trabalha em estreita colaboração com outros funcionários da empresa petrolífera, como geólogos e perfuradores, para se certificar de que a lama é misturada corretamente e evitar condições perigosas.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás