A geração de caixa operacional (Ebitda) da Tupy somou R$ 231,8 milhões, margem de 15,8% sobre a receita operacional líquida. "Estes resultados denotam estabilidade das margens, na comparação com 2003, mesmo com o agravamento do processo inflacionário verificado nos mercados de matérias-primas (ferro–gusa e a sucata de aço) e os efeitos da valorização cambial sobre a receita das vendas ao mercado externo", diz o presidente da empresa, Luiz Tarquínio. Ainda como conseqüência das trajetórias da taxa de câmbio nos últimos dois anos, não se observou no último exercício a queda da despesa financeira verificada em 2003, que foi da ordem de R$ 59 milhões.

No ano passado, a fundição catarinense efetuou investimentos da ordem de R$ 64,4 milhões. Desse total, R$ 3,5 milhões destinaram-se ao desenvolvimento de novos itens e melhoramento da capacidade de produção, outros R$ 35,9 milhões à sustentação das operações e R$ 7,9 milhões ao cumprimento de obrigações relacionadas à proteção do meio ambiente. A ampliação de capacidade produtiva da unidade localizada em Mauá (região metropolitana de SP) recebeu investimentos de R$ 17,1 milhões no ano passado - nesse caso, segundo Tarquínio as obras contaram com recursos fornecidos pelos clientes da Tupy.

A Tupy também diz ter desembolsado no ano passado aproximadamente R$ 170 milhões com encargos sociais, participação nos resultados, cursos de capacitação e atualização profissional e em benefícios aos funcionários - principalmente nas áreas de saúde, alimentação e educação.

O valor líquido adicionado pela companhia, sob a forma de salários e encargos sociais, remuneração do capital de terceiros, impostos e contribuições, alcançou R$ 713,1 milhões no ano passado, representando 48,6% % da receita operacional líquida, de acordo com o balanço da empresa.

2005 aquecido

Tarquínio diz que os resultados alcançados no exercício de 2004 permitem prever novos progressos para este ano, quando se espera a consolidação do crescimento dos negócios da Tupy. As projeções orçamentárias da empresa indicam novo aumento das vendas, em função da continuidade do processo de expansão das principais economias para as quais a companhia direciona seus negócios, bem como pelos investimentos na ampliação da capacidade produtiva da unidade de Mauá.

Autor(es): Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia