O programa de desenvolvimento de fornecedores, estabelecido pela Honeywell Turbo Technologies, fabricante dos turbos Garrett, resultou na maior capacidade de produção das empresas, no aperfeiçoamento da qualidade dos produtos e na inclusão de duas delas no mercado de exportação de peças e componentes.

Por intermédio desse programa, a Proturbo, fabricante de peças de precisão (mancais, colares e espaçadores) que compõem o turbo, ganhou concorrência para abastecer a linha de produção da Honeywell Itália. Já a Açotécnica, responsável pela produção de rotores, participará do fornecimento à unidade Mexicali, instalada no México. Os contratos iniciais garantem à Proturbo a remessa de 20 mil peças/ano e à Açotécnica 250 mil rotores.

Ricardo Rampaso, gerente de suprimentos da Honeywell, explica que essa abertura do mercado internacional aos fornecedores é conseqüência da parceria desenvolvida pela empresa, com o objetivo de modernizar as relações entre cliente e fornecedor, assim como os processos de produção, e ampliar os níveis de produtividade e de qualidade.

"Com esse trabalho, os fornecedores ajudam a Honeywell a aumentar a sua capacidade e os níveis de qualidade, assim como cumprir os contratos com os clientes. Como contrapartida, cria oportunidades globais para a rede de fornecedores do Brasil", salienta o executivo.

De acordo com Rampaso, o programa resulta em oportunidade às empresas brasileiras de autopeças que passam a ser vistas como detentoras de elevado nível de qualidade, principal exigência da Honeywell, e como fonte internacional de suprimento, com vantagens em preços e agilidade de fornecimento. Conforme a Honeywell, a Açotécnica e a Proturbo têm excelente probabilidade de dobrar o volume de vendas para o mercado mundial e que outros fornecedores também poderão ser incluídos no programa.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas