O que é um teste dielétricoUm teste dielétrico é um processo de avaliação realizado por aplicação de uma tensão a um componente elétrico que excede a sua tensão de operação normal. O objetivo do teste é determinar se o isolamento de um componente é adequado o suficiente para proteger o usuário contra choques elétricos. Este procedimento de ensaio é normalmente realizado em componentes elétricos, tais como placas de circuito, dispositivos, cabos, transformadores e motores elétricos. O fabricante de um componente elétrico normalmente realiza testes dielétricos no final do processo de produção. Um dispositivo especial, conhecido como testador dielétrico é usado para executar este tipo de teste.

Quase todos os componentes elétricos possuem vazamento de certa quantidade de corrente elétrica devido a uma variedade de fatores diferentes. Esta pequena quantidade de corrente é considerada segura para os usuários desses componentes. Sob certas condições, no entanto, os materiais isolantes ou mecanismos de repartição podem permitir que quantidades perigosas de corrente elétrica entrem em contato com o utilizador. Este tipo de falha de isolamento às vezes pode causar ferimentos graves ou morte. Testes dielétricos são necessários para garantir que o mecanismo de isolamento de um componente elétrico vá suportar variações de tensão em condições normais de operação.

teste dielétricoO tipo mais comum de teste dielétrico é o teste de ruptura dielétrica. Neste procedimento, uma corrente de alta tensão elétrica é aplicada ao componente utilizando um aparelho dielétrico. O testador monitora a quantidade de fuga de corrente durante o teste para determinar se o isolamento falhou. A corrente de alta tensão continua a ser aplicada ao dispositivo até que o isolamento falhe ou o prazo do procedimento seja atingido. Se o mecanismo de isolamento não falhar, o produto é geralmente considerado como seguro para uso.

Além do teste de ruptura dielétrica, um procedimento conhecido como um teste de resistência dielétrica também é conduzido para determinar se os defeitos tenham ocorrido durante o processo de fabricação. Componentes elétricos, por vezes, contêm pequenas falhas, tais como lacunas ou espaços que criam um curto-circuito durante a operação normal de um dispositivo. Umidade, sujeira de contaminação ambiental e as vibrações podem se combinar para produzir um risco de choque elétrico se essas falhas de fabricação passarem despercebidas antes do uso do consumidor. Neste procedimento, a corrente elétrica é fornecida ao componente em tensão de operação normal. Um modelo de testador dielétrico é anexado ao componente para monitorar a quantidade de fuga de corrente que está presente. Se os níveis de vazamento estão dentro de uma faixa aceitável, o componente é aprovado para uso.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Elétrica & Eletrônica
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Elétrica & Eletrônica