Como a Nissan já reforça a capacidade de produção de carros norte-americana, o CEO da empresa, Carlos Ghosn, disse que a montadora irá construir uma nova fábrica no México. "Sim, nós vamos aumentar a nossa capacidade no México", disse Ghosn no Salão do Automóvel de Detroit. A Nissan também está planejando elevar a produção em suas fábricas dos EUA (no Tennessee e Mississippi).

A nova fábrica, que supostamente têm uma capacidade de fabricar 600 mil veículos e pode mais que dobrar produção mexicana da Nissan, será a terceira unidade da Nissan no país.

É provável que a segunda maior montadora japonesa utilize uma das linhas na fábrica planejada para produção conjunta com a Daimler AG, de acordo com o que informou a Nikkei no mês passado.

Ghosn se recusou a fornecer mais detalhes sobre a planta, mas disse que um anúncio mais completa virá logo após receber a aprovação dos diretores da empresa. "Não é uma questão de meses, é uma questão de semanas", disse ele.

A Nissan está pretendendo aumentar a produção a custos competitivos em nações como China e México, e transformá-las em bases de exportação regional.

A Nissan também planeja dobrar sua capacidade de produção na China para dois milhões de unidades até o final de 2015, em um esforço para alcançar vendas globais de 7,2 milhões de unidades até o final do ano fiscal de 2016.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas