A empresa GM planeja aumentar a produção na Rússia, que foi de 232 mil unidades em 2010, para mais de 520.000 em 2015, disse Alan Draper, vice-presidente encarregado na Ford da Europa. Para atingir esta meta, a empresa vai investir US $ 1 bilhão.

"A razão pela qual nós estamos lá é que enxergamos oportunidade", disse James Bovenzi em 12 de janeiro no Salão do Automóvel de Detroit. "Há muita demanda reprimida na Rússia", disse ele.

"A classe média está crescendo e nove dos 10 carros mais vendidos na Rússia são as marcas estrangeiras", disse ele, acrescentando que a GM Chevrolet foi um best seller.

"A Rússia, em breve, será um dos mercados mais importantes do mundo", disse Draper. Ele acrescentou que há plantas estabelecidas por fornecedores respeitados que poderiam melhorar a qualidade e deixar que as empresas internacionais atendam aos requisitos de conteúdo local.

Um grupo empresarial anunciou, entretanto, que as vendas de carros na Rússia aumentaram 39% em 2011, atingindo a marca de mais de 2,65 milhões de veículos, uma vez que o mercado se recuperou da última crise econômica.

A Associação das Empresas Europeias (AEB) - cuja comissão é formada por grupos de 43 marcas russas e europeias - previu que o crescimento continuará em 2012 com vendas de carros na Rússia atingindo as 2,8 milhões de unidades.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas