Doenças relacionadas ao amiantoDoenças relacionadas ao amianto são causadas pela inalação desta substância. Em segurança do trabalho, maios especificamente em Medicina do Trabalho, os tipos mais comuns de doenças relacionadas ao amianto são: doenças pleurais benignas, placas pleurais, asbestose, mesotelioma e câncer de pulmão.

Os estudos também apontam a exposição ao amianto como uma das principais causas de incidências de cânceres do sistema digestivo e laringe em trabalhadores da área industrial, especialmente dos que atuam na indústria química, na mineração e a na construção civil. Não há cura para a maioria das doenças ocasionadas pelo contato frequente com o amianto. No entanto, elas podem ser evitadas.

Todos os trabalhadores expostos às fibras de amianto que se dissipam no ar correm o risco de serem contaminados pelo produto químico. A cada ano, os trabalhadores do setor de mineração, por exemplo, relatam o surgimento das doenças já mencionadas anteriormente. Para alguns, a exposição ao amianto foi há muitos anos, mas ainda assim, os efeitos são prolongados e devastadores.

O amianto é forte e resiste a calor. Pode ser encontrado nos materiais de construção, bens de fricção (freios) e materiais de isolamento. Portanto, os trabalhadores em maior risco são:

• trabalhadores da construção civil que trabalham no setor de demolição, tubagens, além de caldeireiros e reparadores
• trabalhadores do setor de mineração
• trabalhadores de estaleiros
• trabalhadores em usinas de energia
• trabalhadores do segmento automobilístico, que lidam com pastilhas de freio de amianto
• trabalhadores que fazem produtos que contenham amianto, tais como tijolos refratários, retardador de fogo, tinta, cimento-amianto
• bombeiros e outros trabalhadores de resgate de emergência.

O amianto é um material perigo quando está no ar, e as fibras de amianto se espalham no ar quando o material é manuseado, danificado, cortado ou moído. Produtos de isolamento ou outros produtos podem se quebrar e dissipar fibras de amianto no ar. No entanto, se o amianto está em um material sólido, e ele não estiver danificado, apresenta pouca razão para preocupação.

Fibras de amianto ficam em suspensão no ar ou na água por um longo tempo. As fibras são tão pequenas que são fáceis de inalar ou engolir. Em seguida, elas facilmente entram nos tecidos do corpo.

Cabe destacar que as fibras de amianto são fortes, resistentes e ficam no corpo por anos. Quando alguém respira o amianto, algumas fibras ficam retidas nos pulmões. Os pulmões até podem conseguir expelir algumas das fibras, mas uma parte da substância ainda permanecerá por muitos anos nos órgãos, causando doenças como câncer, asma, bronquite e efisema pulmonar.

Doenças pleurais benignas

A pleura é o forro entre os pulmões e as costelas. A condição benigna geralmente não progride e não é fatal. Estas condições incluem:
- placas pleurais
- fibrose difusa pleural
- derrame pleural benigna

Doenças pleurais benignas aparecem muitos anos após o contato com o amianto, e causam pouca ou nenhuma gravidade. Algumas pessoas nem sequer apresentam sintomas. Mas ter a doença pleural benigna pode ser um sinal futura asbestose ou um câncer relacionado ao amianto.

Fibras de amiantoAsbestose

A asbestose é um acúmulo de tecido cicatricial nos pulmões. Ela vem do esforço do corpo para remover as fibras de amianto inaladas e que inflamam os pulmões. É possível contrair asbestose de duas maneiras: pelo contato com o amianto durante um curto período de tempo ou por um longo período de tempo.

A falta de ar somada e a tosse são os principais sintomas da doença. A cicatriz nos pulmões se torna espessa e isso faz com que seja cada vez mais difícil a expansão e a contração dos pulmões na respiração. Às vezes ocorre também um menor fluxo de sangue para os pulmões, aumentando o volume do coração crescer mais.

Trabalhadores que asbestose também podem contrair mesotelioma ou câncer de pulmão. Estudos mostram que os trabalhadores que fumam e têm contato com o amianto são os mais propensos a ter câncer de pulmão. Trabalhadores expostos ao amianto que não fumam ainda correm o risco de desenvolver câncer, mas o risco não é tão elevado. Sintomas de câncer de pulmão são: tosse crônica e rouquidão, tosse com sangue e falta de ar.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Segurança do Trabalho
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Segurança do Trabalho