A Ford, em 27 de janeiro, relatou um aumento de lucro no quarto trimestre, impulsionado por fortes vendas na América do Norte e uma taxa de imposto especial. A empresa afirmou que os ganhos no último trimestre subiram para US $ 13,6 bilhões, um aumento de US $ 13,4 bilhões do período do ano anterior, principalmente devido às taxas especiais.

O aumento foi impulsionado por 12,4 bilhões dólares provenientes de um ajuste fiscal e 401 milhões de dólares com a venda de operações na Rússia para o empreendimento conjunto da Ford e da Sollers recém-criado.

A receita no trimestre foi de US $ 34,6 bilhões, um aumento de 6,5% a partir de um ano atrás, um resultado melhor do que os analistas esperavam.

Pelo ano de 2011, a empresa reportou lucro líquido de US $ 20,2 bilhões, comparado com 6,6 bilhões de dólares registrados em 2010. A receita superou as expectativas, chegando aos 136,3 bilhões de dólares, um aumento de 13% a partir de 2010.

A Europa continua a ser o ponto fraco no quarto trimestre, com a Ford registrando um prejuízo operacional antes de descontos de impostos.

"Apesar da contínua incerteza no ambiente externo, a força da nossa América do Norte e as operações de crédito da Ford nos permitem continuar a investir para o crescimento futuro e desenvolver produtos com excelente qualidade, eficiência de combustível, segurança, design inteligente e valor", CEO da Ford, Alan Mulally, disse.

A Ford, a única grande montadora dos EUA que não buscou um resgate do governo durante a crise financeira 2008-2009, disse que estava fazendo progresso em direção à retomada dos dividendos aos acionistas. "2011 foi um ano marcante em nosso trabalho para fortalecer nosso balanço", disse Lewis Booth, diretor financeiro. "Nós aumentamos o caixa, reduzimos a dívida e melhoramos a liquidez, abrindo caminho para que possamos retomar o pagamento de um dividendo trimestral."

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas