A Putzmeister, uma empresa de engenharia alemã de propriedade familiar, será controlada pela indústria chinesa de equipamentos de construção, a gigante Sany, segundo a empresa alemã confirmou em 30 de janeiro.

A Putzmeister é descrita como um dos maiores negócios do setor "Mittelstand", que compõe a espinha dorsal da economia alemã. O termo "Mittelstand" refere-se à legião de pequenos grupos familiares e médias empresas, players importantes nos nichos de mercado do setor de engenharia de exportação orientada.

Todas as partes concordaram em não divulgar os termos da venda, mas uma fonte próxima às negociações divulgou o preço de venda em cerca de 500 milhões de euros (660 milhões de dólares americanos).

"As atividades das empresas Putzmeister e Sany são altamente complementares geograficamente" e levarão à "criação de uma grande líder no mercado global no mercado de bombas de concreto", disse a Putzmeister.

A empresa está sediada em Aichtal, no sul do estado de Baden-Wuerttemberg, que emprega uma força de trabalho de 3.000 pessoas e tem faturamento anual de cerca de 570 milhões de euros.

A companhia Putzmeister insistiu que iria continuar a operar "com um alto grau de independência de gestão no dia-a-dia. A Sany incidirá sobre as operações na China, onde a Putzmeister continuará a ser a marca premium." O chefe-executivo da empresa alemã, Norbert Scheuch, permanecerá no cargo e integrará o conselho executivo da Sany.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas