Xstrata e Glencore negociam A gigante da mineração Xstrata e a empresa de commodities Glencore International anunciaram que estão em conversações sobre uma possível fusão. Relatórios anteriores sugerem que uma fusão entre as duas criaria uma empresa com um valor combinado de US$ 80 bilhões.

Após o anúncio de que havia sido abordada pela Glencore sobre a "fusão de iguais", as ações da Xstrata subiram 11%. Já as ações da Glencore tiveram 3,6% de elevação em Londres. A empresa tem faturamento anual de cerca de US $ 90 bilhões (R$ 56 bilhões).

No entanto, a Xstrata - que tem faturamento anual de cerca de US$ 30 bilhões - disse, em um comunicado, que não havia certeza de que qualquer oferta seria feita. Agora, a Glencore tem até o dia 1º de março para fazer uma oferta formal dentro das regras de aquisição do Reino Unido.

O Financial Times informou que um acordo poderia ser anunciado ainda na próxima semana, antes da divulgação do resultado anual da Xstrata na próxima terça-feira.

Gigantes de comércio

Xstrata e Glencore negociam As histórias de ambas as empresas estão interligadas. A Glencore já tem uma participação de 34% na Xstrata, que foi formada em 2002 quando comprou ativos de carvão da Glencore.

A Xstrata tem minas de cobre na América do Sul, de zinco na Espanha e ferrocromo e vanádio na Austrália e África do Sul.

A Glencore extrai, refina e comercializa matérias-primas variadas, do carvão até o milho, incluindo minerais, metais, produtos de energia e agrícolas. A empresa é a maior comerciante mundial de commodities, empregando cerca de 54.800 pessoas em 30 países e teve lucros de US$ 3,3 bilhões no ano passado. Recentemente, a Glencore se beneficiou enormemente do crescimento da demanda por matérias-primas, especialmente na China.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas