Motores a gasolina são mais eficientes do que motores a diesel?Quando se trata de percorrer grandes distâncias em alta velocidade, a compressão mais alta e baixa queima de combustão do motor a diesel (foto à esquerda) fornecem uma eficiência que nenhum motor a gasolina (foto à direita) atualmente pode corresponder, pelo menos não sem a ajuda fundamental de um sistema híbrido.

Em comparação ao nível de operação do diesel, a eficiência termodinâmica média de um motor quando está trabalhando fica em torno de 30%, pelo menos 15% melhor do que um motor a gasolina.

A realidade é que essa diferença está diminuindo. Conforme as regulamentações de emissões de poluentes se tornam mais severas, motores a diesel estão lentamente perdendo a sua vantagem, o mesmo sistema caro de pós-tratamento que esfregam os escapamentos a diesel também afetam a eficiência. Enquanto isso, os motores a gasolina continuam a melhorar.

"Há certamente uma convergência dos níveis de eficiência entre gasolina e diesel", diz Uwe Grebe, diretor de engenharia avançada global da GM.

Motores a gasolina são mais eficientes do que motores a diesel?"Enquanto motores a diesel sempre mantêm uma ligeira vantagem, a diferença será quase nula em menos de 10 anos”.

Durante a última década, hardwares que promovem eficácia, antes raros e exóticos, como eixos de comando, injeção direta de combustível e turbocompressores, se tornaram comuns em motores de ignição por centelha.

Certamente, essas tecnologias não são novas, mas as melhorias em produtos eletrônicos e materiais ajudaram a populariza-las.

E há mais a caminho, como baixa queima de combustão e de ignição por compressão homogênea de carga (HCCI), uma tecnologia de gás de combustão, que diminui a diferença entre os ciclos de motores diesel e gasolina.
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------
A empresa norteamericana de autopeças Ricardo está trabalhando em um motor turbo que usa E85, com uma taxa de compressão elevada e os níveis que impulsionam a alta eficiência do diesel. Rod Beazley, vice-presidente Ricardo de motores de ignição por centelha, afirmou que "nosso etanol impulsionado motor conceito alcança eficiência térmica na faixa baixa de 40%".

Mas não espere que o motor a diesel se dê por vencido tão cedo. "Nós vamos continuar a ver melhorias incrementais em eficiência de diesel", diz Marc Trahan, diretor da Audi americana para qualidade e tecnologia.

"Não vai ser tão grande quanto a injeção seqüencial de combustível para porta de injeção direta, mas há ganhos a serem conquistados ainda".

Trahan diz que esses ganhos menores serão provenientes de hardwares, como comando de válvulas variável e controle de combustão independente do cilindro, bem como melhorias após o tratamento de sistemas.

Além disso, há outros fatores em jogo. Como o executivo da GM aponta, o óleo diesel contém, em energia, cerca de 14% a mais em volume do que a gasolina. Isto dá, em compressão de motores de ignição, uma diferença significativa na economia de combustível, em oposição à eficiência térmica. Claro, tudo vai mudar se e quando os motores de ignição por centelha mudarem para combustíveis energeticamente mais densos. A corrida pela eficiência energética está longe de terminar.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos