Nokia corta 4.000 empregosA fabricante líder mundial de telefonia móvel Nokia vai cortar 4.000 empregos em suas instalações de fabricação de smartphones na Finlândia, Hungria e México até o final de 2012, confirmou a empresa no último dia 8 de fevereiro.

"O impacto efetivo esperado de demissões é de 2.300 em Komarom (Hungria), 700 em Reynosa (México) e 1.000 em Salo (Finlândia)", segundo o porta-voz James Etheridge.

Os cortes seguem uma revisão das operações de smartphones anunciados em setembro de 2011, quando a empresa advertiu que os empregos poderiam ser cortados nas fábricas em questão.
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------
As fábricas em Komarom, Reynosa e Salo serão, no futuro, o foco na personalização de softwares pesados para smartphones, enquanto a produção se deslocará para a Ásia a fim de encurtar o tempo que leva para que os produtos cheguem ao mercado, disse a empresa.

Nokia"Mas essas mudanças planejadas são todas abordando a velocidade e a capacidade de resposta e, em última análise, foca também nossa competitividade", disse Etheridge.

As demissões acontecem em meio à luta da Nokia para garantir uma posição no mercado de smartphones ferozmente competitivo, pois a sua recém-lançada linha principal Lumia não corrigiu queda nas vendas no negócio global de smartphones.

Num mercado dinâmico e diferenciado, muitos players estão oferecendo aos consumidores uma variedade de opções, disse Horace Dedieu, da indústria de telefonia móvel Asymco Blogue, de Helsinki, na Finlândia.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas