Espectrômetro de massas com ionizaçãoUm espectrômetro de massas com ionização é um instrumento produzido em vários modelos e destinado a muitas finalidades, no entanto, todos os tipos de espectrômetros possuem os mesmos princípios básicos. Uma amostra é colocada em um espectrômetro de massa de ionização, e suas partículas são eletricamente carregadas, mudando-as para íons. Estes íons são então classificados pela sua massa e são medidos, criando um espectro que identifica todos os componentes químicos da amostra. A capacidade de identificar produtos químicos e sua composição com precisão é útil em muitas disciplinas científicas, incluindo geologia, arqueologia, além de ajudar a compreender a composição química dos planetas e estrelas. Uma das utilizações mais importantes de um modelo de espectrômetro de massa de ionização é na investigação médica e em tratamentos, onde o dispositivo pode identificar vestígios de produtos químicos no corpo humano para diagnosticar a doença e estudar os efeitos químicos de medicamentos.

Espectrômetros de massaOs cientistas que estudam a Terra fazem uso de espectrômetros de massa para uma variedade de finalidades. Em geologia, medições precisas dos componentes de rochas antigas dão informações sobre sua idade e as condições de existência de quando eles foram formados. Em estudos climáticos, a espectrometria de massa pode identificar os níveis exatos de vários gases em amostras de núcleo de gelo do Ártico, e os cientistas podem dizer os níveis de gases de efeito estufa que existiam na atmosfera da Terra ao longo de dezenas de milhares de anos. Os cientistas ainda utilizam a espectrometria de massa para identificar os restos mortais de meteoros maciços, que se acredita terem causado a extinção dos dinossauros.

Ao estudar o nosso sistema solar, os cientistas não só aproveitam o espectrômetro de ionização para estudar amostras de meteoritos que caíram na Terra, mas também têm integrado os dispositivos na nave espacial. As duas naves espaciais “Viking” enviadas a Marte em 1975 contavam com um espectrômetro de massas com ionização a bordo para buscar sinais químicos de vida. A sonda Huygens, que pousou em Titã, maior lua de Júpiter, em 2005, usou um espectrômetro de massas com ionização para estudar a atmosfera da lua e a composição da superfície.
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------
As ciências médicas fazem uso extensivo de tipos de espectrômetros de massa de ionização. Na pesquisa, eles são utilizados para identificar produtos químicos na natureza, que podem ter utilizações medicinais e ajudar a compreender como essas substâncias interagem com outros produtos químicos no corpo humano. Quando uma doença é diagnosticada, esses equipamentos são empregados para identificar produtos químicos, tais como toxinas, que podem adversamente afetar um paciente.

Eles são também utilizados na identificação de proteínas, enzimas, e outros compostos biológicos presentes no corpo, auxiliando a esclarecer causa de doenças. Espectrômetros de massas com ionização também podem ser usados para medir a qualidade do ar em edifícios ou fábricas, para monitorar a pureza do produto na indústria, ou até mesmo para identificar fontes alternativas de matérias-primas.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos