Características de uma bomba de hidrogênioA bomba de hidrogênio é, de longe, a arma mais destrutiva que a humanidade já inventou. É o tipo mais poderoso de bomba nuclear, 25.000 vezes mais potente que o rendimento das bombas nucleares lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki, no Japão. Ao contrário das bombas atômicas convencionais, que liberam energia por fissão, ou seja, quebrando os núcleos atômicos pesados como o urânio e o plutônio, uma bomba de hidrogênio libera energia através da fusão de núcleos leves como deutério ou trítio, convertendo a matéria ainda mais em energia.

As maiores bombas nucleares, sendo consideradas a espinha dorsal do arsenal nuclear dos Estados Unidos e Rússia, são bombas de hidrogênio. Essas bombas trabalham usando um projeto de dois estágios em que uma bomba de fissão "primária" é detonada pelo método de implosão convencional, que então comprime um combustível de fusão "secundário" e acende uma "vela de ignição" de urânio. Os núcleos leves se fundem para formar elementos mais pesados, liberando uma energia de tremenda força nuclear o suficiente para unir suas partículas constituintes juntas.

Bomba de hidrogênio

Bomba de hidrogênio produzida em solo norte-americano

Como resultado da utilização da fusão, em vez da fissão, o rendimento da bomba é muito superior. No caso das bombas de fissão, aproximadamente 0,1% da massa do combustível é convertido diretamente em energia, enquanto que nos tipos de bombas de fusão, esta relação é ligeiramente melhorada, na ordem de 0,3%. A primeira vez que o princípio de uma bomba de hidrogênio foi testada foi em 9 de Maio de 1951 pelos militares americanos. Um teste similar ocorreu em 25 de maio de 1951.

O teste da primeira bomba de hidrogênio de verdade foi em 1 de novembro de 1952, detonada no Atol Enewetak, no Pacífico, como parte da Operação Ivy. A bomba explodiu com uma força equivalente a 10,4 megatoneladas de TNT (450 vezes mais potente que a bomba atômica lançada sobre Nagasaki durante a Segunda Guerra Mundial).
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Usando deutério líquido como combustível, esta bomba de hidrogênio requeria 18 toneladas de equipamento de refrigeração para manter o deutério na forma líquida. Um teste realizado mais tarde, com a bomba Castle Bravo, usava lítio sólido em vez de deutério, diminuindo o peso do dispositivo e tornando-o uma arma prática. A Castle Bravo é a arma mais poderosa nuclear já testada pelos Estados Unidos, com um rendimento de 15 megatoneladas.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia