A fabricante de aço galvanizado Unigal, uma joint venture entre a Usiminas e o grupo japonês Nippon Steel, vem ganhando o mercado nas montadoras do país. O desempenho da empresa, que iniciou operação em novembro de 2000, superou as expectativas, diz Rinaldo Campos Soares, presidente da Usiminas. O executivo informa que a Unigal encerrou o ano passado com 40% desse segmento de mercado, considerado nobre em termos de valor agregado. Esse percentual está bem acima da meta de 32% fixada para alcançar apenas em 2004. ''No primeiro trimestre deste ano já chegamos a 42% da demanda de aço galvanizado para carrocerias de automóveis'', afirma Soares.

Os galvanizados são chapas de aço laminadas pelo sistema chamado a frio nas siderúrgicas após receberem uma camada especial de zinco e de ligas de zinco com outros metais sobre a superfície. O objetivo é criar uma resistência à corrosão causada em regiões onde há forte exposição das partes externas dos veículos ao sal. A proteção anti-ferrugem, cada vez mais usada pelas montadoras nos novos modelos, é acompanhada de uma garantia de até 12 anos.

Ao todo, a Unigal vendeu 385 mil toneladas em 2003. Desse volume, 328 mil destinaram-se ao mercado doméstico - automotivo, construção civil, distribuição, industrial e linha branca (geladeiras, fogões, freezers). O restante, 57 mil toneladas, foram exportadas. A empresa dispõe de capacidade para fazer 400 mil toneladas/ano.

Autor(es): Infomet

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas