Gestão operacional da cadeia de suprimentosDecisões operacionais na cadeia de suprimentos são feitas centenas de vezes por dia em uma empresa. Essas são as decisões feitas em locais de negócios que afetam como os produtos são desenvolvidos, vendidos, mudam e são fabricados.

As medidas operacionais são tomadas com a consciência das decisões estratégicas e táticas que vêm sendo adotadas dentro de uma empresa. Essas ações de nível superior são feitas para criar uma estrutura de operação dentro da cadeia de suprimentos da empresa e para uma melhor vantagem competitiva.

-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

No dia a dia, a gestão operacional da cadeia de abastecimento garante que os produtos se movimentem de maneira eficiente ao longo do processo e que eles alcancem o máximo custo-benefício. Uma série de exemplos de ações operacionais podem ser identificados na produção, no relacionamento com fornecedores e em armazenagem e logística.

Produção

Empresas traçam estratégias e tomam decisões táticas em relação à fabricação, tais como a adoção de processos como kanban e just-in-time. No entanto, se o local de fabricação é incapaz de confiar nos tempos de entrega de determinado fornecedor, o método just-in-time pode não ser adequado para algumas linhas de produtos.

A gestão local da fábrica pode tomar uma medida operacional para manter determinados itens em estoque para garantir que a produção não seja interrompida. Esse inventário vai aumentar os custos, mas um maior custo seria incorrido se a linha de produção fosse trazida para uma paralisação devido a uma falta de itens de um fornecedor.

Fornecedores

Fornecedores globais e contratos negociados são decisões tomadas em nível corporativo para tirar vantagem do poder de compra da empresa global. Isso oferece consideráveis economias de custos, mas as unidades locais podem ter que tomar decisões operacionais com fornecedores mais próximos para garantir uma cadeia de suprimentos eficiente.

Gestão operacional da cadeia de suprimentos

Em logística, a armazenagem é um setor que depende de centenas de decisões operacionais diariamente

Em alguns casos, negociações locais com fornecedores globais são necessárias para garantir a qualidade do produto. Por exemplo, em alguns países, a qualidade do produto produzido por um fornecedor não está no mesmo nível que em outros países. A gestão local teria que fazer uma decisão operacional para negociar com o fornecedor para criar um produto com uma qualidade superior, garantindo, assim, a qualidade do produto acabado.

Logística

Decisões estratégicas e táticas de fornecimento na cadeia no processo de logística geralmente se concentram na utilização de empresas terceirizadas de logística (3PL).

Gestão operacional da cadeia de suprimentos

Companhias terceirizadas de logística estão envolvidas na tomada de decisões estratégicas em uma operação

Muitas empresas já identificaram os benefícios de custo dessas empresas 3PL e as integram em sua cadeia de fornecimento. No entanto, em alguns casos, estas empresas 3PL podem não operar em todas as regiões onde a empresa requer serviços de logística. Nesses casos, a administração local precisa tomar decisões operacionais sobre a locação de armazenagem e negociar com empresas de logística regionais.

Embora a gestão estratégica e as táticas da cadeia de abastecimento sejam feitas para trazer as maiores eficiências ao menor custo, as operações diárias do processo exigem que a equipe local faça centenas de decisões operacionais. Essas ações são feitas dentro do quadro criado pelos processos estratégicos e táticos, e não isoladamente.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Armazenagem & Logística
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Armazenagem & Logística