Brasil aumenta a produção de cana para etanolNa última sexta-feira, 24, o governo brasileiro divulgou que planeja aumentar a produção de cana nos próximos quatro anos para uso como combustível de etanol em veículos leves. O governo federal disse que um plano estratégico para aumentar a produção de cana durante o período de 2012-2015 está sendo desenvolvido para firmar o papel do etanol como o combustível principal da frota brasileira de veículos leves.

Desde 1976 o governo tornou obrigatória a mistura de etanol anidro, que contém um máximo de 1% de água, com a gasolina, oscilando entre uma relação de 10% e 22%, para uso em veículos leves.

O novo plano aumentaria a proporção de etanol anidro à gasolina para 25% e também elevaria a quota de veículos leves utilizando etanol hidratado - com água de 7% - entre 50% e 55%.

Entre as medidas que estão sendo previstas para atender à crescente demanda nacional e potencial de exportação de etanol é a renovação de 6,4 milhões de hectares (15,8 milhões de acres) até 2015 a um custo estimado em US $ 29 bilhões.

Outra ação é um investimento de cerca de US $ 8,5 bilhões para aumentar o número de fábricas de processamento. De acordo com estatísticas da indústria, a maioria das instalações de processamento de cana para geração de combustível e energia funciona abaixo da capacidade.
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Uma terceira medida é aumentar as áreas sob cultivo de cana para 3,8 milhões de hectares a um custo de US $ 23 bilhões. O financiamento para o plano virá do Banco de Desenvolvimento, uma empresa pública federal vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

O etanol, feito principalmente por meio de açúcar, é amplamente utilizado no Brasil como uma alternativa mais barata à gasolina como combustível para motores. O Brasil é o segundo maior produtor de etanol do mundo, depois dos Estados Unidos, e o maior exportador do biocombustível.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia