absorção dielétricaA absorção dielétrica ocorre quando um capacitor que foi carregado por longo tempo retém uma pequena quantidade de tensão depois de ser brevemente descarregado. O capacitor terá essa pequena quantidade de tensão, mesmo se uma tentativa for realizada para descarregar totalmente o dispositivo.

Esse efeito geralmente dura alguns segundos ou até alguns minutos. Se um capacitor for descarregado através de um curto-circuito entre seus terminais, a carga deve ser praticamente nula após a remoção do curto. Mas pode permanecer uma carga residual devido à polarização do dielétrico. Isso pode afetar alguns circuitos eletrônicos e prejudicar o bom funcionamento de alguns equipamentos.

-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Em circunstâncias ideais, um capacitor deve possuir zero volts de diferença de potencial entre seus polos depois de passar através do processo de descarga. Os capacitores, no entanto, muitas vezes retêm uma pequena quantidade de tensão através da absorção dielétrica. O efeito de absorção dielétrica ocorre devido a polarização no material utilizado para o isolamento, o qual também deve ser considerado, independente da capacidade do capacitor.

Praticamente, a absorção dielétrica ocasionará um retardamento na transferência da carga elétrica armazenada e o tempo de retardo dependerá do tipo de composição do dielétrico utilizado no capacitor. É obrigatório em circuitos considerados críticos, manter o mesmo tipo de capacitor recomendado através de projeto pelo fabricante, ou seja, em hipótese alguma deverá ser substituído um capacitor cerâmico, por outro similar de poliéster, tântalo entre outros.

A tensão após absorção dielétrica dura alguns segundos ou minutos

                                   A tensão após absorção dielétrica dura alguns segundos ou minutos

A quantidade de tensão que permanece não é necessariamente substancial. Em certos dielétricos, esta tensão pode ser apenas cerca de 1 por cento da quantidade original. Esta quantidade depende muitas vezes do tipo de dielétrico utilizado também. Por exemplo, materiais tais como películas de polímero têm tipicamente cerca de 1 por cento remanescente após a descarga, mas supercapacitores e capacitores eletrolíticos podem ter tanto quanto 25 por cento da tensão original.

A absorção dielétrica é considerada uma desvantagem enorme no campo da eletrônica. Quando a quantidade torna-se tão excessiva, que poderá afetar a operação de um dispositivo eletrônico em particular. Uma pessoa pode aliviar um capacitor do excesso de carga, testando o dispositivo para verificar a tensão e assim novamente até que não haja tensão residual. Isso é facilmente feito utilizando um aparelho chamado analisador de capacitor.

Este aparelho é capaz de analisar a absorção dielétrica até que o capacitor não possua nenhuma diferença de potencial residual. Alguns ensaios em laboratório também permitem a análise de detecção da absorção dielétrica em aplicações e componentes.

Quando a absorção dielétrica ocorre em dispositivos eletrônicos, que normalmente pode ser mantido sozinho por tempo indeterminado, a maioria possui apenas uma pequena quantidade de tensão residual, e que muitas vezes se dissipa dentro de um curto período de tempo.

Um analisador de capacitor pode ser necessário, no entanto, para determinados dispositivos que supostamente possua supercapacitores, cuja tendência a possui carga excessiva pode danificar a operação de um circuito ou aparelho. Pode-se muitas vezes testar para a absorção dielétrica em capacitores, desde que as medidas de segurança sejam aplicadas. O uso inadequado pode prejudicar o usuário e o capacitor também.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Elétrica & Eletrônica
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Elétrica & Eletrônica