pirofosfato Em bioquímica, o termo pirofosfato (PPI) é usado para denominar compostos químicos que englobam os ésteres, sais e ânions de ácido pirofosfórico. Este último, sendo um ácido carregado negativamente com anidra de fosfato, torna-se reativo quando aquecido. No entanto, quando suspenso em água, o ânion de ácido pirofosfórico também prontamente desencadeia a divisão de moléculas de água em hidrogênio e hidróxido de íons em um processo chamado pirofosforólise, que produz o fosfato inorgânico. Especificamente, este processo envolve a conversão de trifosfato de adenosina celular (ATP) em adenosina monofosfato (AMP).

Variações na carga de energia em reações de fosforilação com proteínas e outras moléculas orgânicas produzem diferentes formas de pirofosfato. No entanto, o resultado final conterá sempre um íon pirofosfato. Por exemplo, o pirofosfato de farnesilo é obtido através da síntese dos hidrocarbonetos conhecidos como terpenos. O pirofosfato dimetilalil é um derivado do ácido mevalônico.

Enquanto os suprimentos pirofosfatos são essenciais para o funcionamento celular normal em praticamente todos os organismos vivos, eles também desempenham um papel importante na indústria química. Por exemplo, o pirofosfato de dissódio é utilizado no tratamento de couro para evitar a oxidação, que pode levar à coloração de óxidos de metais ferrosos. É também usado para melhorar a fluidez do cimento e do petróleo, quando adicionado para agir como um plastificante. Esta substância é também adicionada aos produtos fermentados e produtos assados, além de carnes enlatadas e mariscos como um agente quelante a fim de regular o pH da solução de preservação.

O pirofosfato de sódio é um aditivo alimentar comum encontrado em certos alimentos.

                                    O pirofosfato de sódio é um aditivo alimentar comum encontrado em certos alimentos.

O pirofosfato de sódio, também conhecido como pirofosfato de tetrassódio, possui numerosas aplicações na indústria alimentar como um agente quelante e um agente espessante. Em combinação com o amido de milho, é um ingrediente principal num tipo de fermento em pó alternativo, ganhando notoriedade durante a Segunda Guerra Mundial, quando o fermento em pó normal tornou-se escasso. Este pó é vendido ainda hoje como um glúten alternativo. O pirofosfato de sódio também é um aditivo alimentar comum encontrado em alimentos congelados, pudins prontos e alguns produtos à base de soja.

Pirofosfato de sódio é também útil como um agente de dispersão e de oxidação preventiva. Na verdade, ele já foi usado em detergentes para a roupa por remover e prevenir a redeposição de manchas. No entanto, esta prática foi interrompida na década de 1970, devido ao impacto ambiental negativo da liberação de fosfatos na água. Ainda é usado como um removedor de mancha em dentifrícios, além de ajudar na remoção do tártaro e da placa bacteriana dos dentes.
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

O cálcio pirofosfato também é um aditivo para fio dental e creme dental. No entanto, este composto químico é mais conhecido por facilitar uma condição artrítica chamada de doença de deposição de pirofosfato de cálcio (CPDD) devido a uma acumulação de cristais di-hidrato no fluido sinovial e no tecido que circunda as articulações. Como resultado, ocorre a inflamação, dor e restrição dos movimentos.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Suprimentos Industriais
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Suprimentos Industriais