acelerador de partículasUm acelerador de partículas, também conhecido como um esmagador de átomo ou um colisor de partículas, é uma máquina que acelera as partículas subatômicas a velocidades elevadas e as mantêm em pequenas partículas consistentes. Os aceleradores de partículas têm muitas aplicações de uso comum e na pesquisa experimental e física teórica.

O Large Hadron Collider, o maior acelerador de partículas existente no momento, foi projetado para colidir partículas na proposta de quebrá-las e descobrir a partícula de Higgs-Boson. Aceleradores muito menores estão presentes sob a forma de tubos de raios catódicos em aparelhos de televisão simples.

Tubos de raios catódicos e geradores de raios-X, ambos usados por muitas pessoas diariamente, são dois exemplos de aceleradores de partículas de baixa energia. Um tubo de raios catódicos da televisão conta com um tubo de vácuo contendo um ou mais elétrons e meios para desviar o feixe de elétrons. O feixe é desviado, conforme necessário, para uma tela fluorescente, a partir do qual as imagens são emitidas. Geradores de raio-X aceleram e colidem grandes quantidades de raios-X com um alvo metálico pesado. Os profissionais médicos utilizam este método para diagnosticar problemas no interior do corpo humano.

Estes modelos de aceleradores de partículas são essenciais nos laboratórios de física atômica.

                              Estes modelos de aceleradores de partículas são essenciais nos laboratórios de física atômica.

Aceleradores de maior potência de partículas, tais como aqueles capazes de desencadear reações nucleares, são geralmente usados para fins científicos. Um acelerador de partículas utilizado para experiências de física geralmente aceleram feixes de partículas subatômicas em direções opostas, a velocidades próximas à velocidade da luz. Eles, então, manipulam e colidem esses feixes. Cada nova partícula descoberta por físicos oferece um mundo de conhecimento sobre a natureza e a composição de toda a matéria.

Muitos aceleradores de partículas experimentais, especialmente o Large Hadron Collider, têm causado preocupação entre alguns físicos sobre o risco representado por esses dispositivos, não apenas para os cientistas envolvidos, mas para a Terra como um todo. Algumas teorias matemáticas mostram a possibilidade de que um acelerador de partículas de alta energia pode causar a formação de buracos negros em miniatura.
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

A maioria dos físicos, no entanto, concorda que esses buracos negros em micro tamanho, se produzidos, iriam apresentar pouca ou nenhuma ameaça, pois eles tanto se dissipam em radiação Hawking inofensiva, ou crescem muito lentamente para apresentar qualquer tipo de perigo razoável.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos