Teoria da modernização destaca disparidade entre ricos e pobresTeoria da modernização é um conceito teórico na economia que abrange muitas disciplinas diferentes, e tenta explicar como a sociedade progride, quais as variáveis afetam o progresso e como as sociedades podem reagir a esse progresso. A teoria da modernização foca especificamente um tipo de modernização que teve origem na Europa durante o século 17, o que trouxe os costumes sociais e as conquistas tecnológicas em uma nova época.

Os fundamentos da teoria da modernização se voltam para a Idade das Luzes, quando um grande número de filósofos começou a observar como a sociedade mudou e evoluiu ao longo do tempo. Muitas teorias foram estabelecidas a respeito de como o avanço tecnológico levou necessariamente ao avanço social, que por sua vez levou a uma análise de como diferentes facetas do avanço foram conectadas. A premissa básica desta fase da teoria da modernização levava em conta que os seres humanos foram capazes de mudar a sociedade dentro de uma geração, e que essa mudança foi, muitas vezes, facilitada por avanços na tecnologia, produção e consumo.

Na Idade Moderna, a teoria da modernização observa como as novas tecnologias e sistemas estão levando a um mundo mais muito homogeneizado. A teoria da modernização abrange o mundo da globalização, onde os costumes e ideias culturais são facilmente espalhados por todo o mundo, levando a uma espécie de cultura universal, que serve como base para todas as culturas. Como as sociedades do mundo, a cada dia, se modernizam tecnologicamente, alguns teóricos da teoria da modernização afirmam que as culturas também se tornarão mais parecidas umas com as outras.

As tecnologias de comunicação são vistas como um avanço crucial quando analisadas através das lentes da teoria da modernização, como são as tecnologias de transporte de massa, por exemplo, as viagens aéreas. Avanços nas comunicações permitiram que a cultura fizesse o seu caminho em todo o mundo de uma forma relativamente inalterada, divulgando tudo, desde sensibilidades na moda e padrões de beleza até os ideais do capitalismo e os desejos do consumidor.

Segundo a teoria da modernização, a globalização propicia a desigualdade social.

                            Segundo a teoria da modernização, a globalização propicia a desigualdade social.

A teoria da modernização no dia atual, muitas vezes, encara a globalização de maneira crítica, analisando as suas consequências negativas. Por exemplo, alguns teóricos enfatizam que a globalização parece estar levando a maiores disparidades entre os ricos e os pobres, com centenas de milhões de pessoas sendo deixadas para trás em condições de fome e sem abrigo.

Conforme as sociedades se modernizam, a teoria assinala alguns pontos que deixam para trás seus históricos estilos de vida agrária em favor de estilos de vida modernos industriais ou tecnológicos, perdendo a capacidade de alimentar-se diretamente, e deixando-se em risco no caso de crises econômicas. Muitas vezes, por causa da dinâmica entre as nações industriais estabelecidas e as nações em desenvolvimento, as nações modernizadoras são deixadas em uma posição fraca, levando à generalizada pobreza.
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Ao mesmo tempo, a teoria da modernização foca os benefícios positivos de nações modernizadoras. As novas tecnologias trazem com elas os avanços nos cuidados médicos, a produção de alimentos, educação e proteção contra desastres. Ao mesmo tempo, enquanto as comunicações modernas podem levar a uma cultura homogênea, pode também ajudar a espalhar ideais sociais de maior liberdade. Sociedades que se modernizam tendem a se mover para sistemas mais livres e abertos de igualdade do governo, maior entre os gêneros, religiões e raças.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia