Definição de teoria monetáriaTeoria monetária é dos principais conceitos na economia. Baseia-se na ideia de que o fornecimento de dinheiro é estreitamente ligado ao desempenho de uma economia. A crença na teoria monetária muitas vezes leva a políticas monetárias destinadas a controlar a oferta de dinheiro circulante.

A oferta da moeda consiste de todo o dinheiro disponível na economia de um país. Isso geralmente é entendido como o total do capital real em circulação, mais o dinheiro em contas bancárias que pode ser retirado conforme a demanda. Isso efetivamente significa que a oferta de dinheiro cobre tudo o que poderia ser gasto imediatamente.

É em grande parte, mas não por unanimidade, aceitou que a oferta monetária afeta a inflação. Isto porque se mais dinheiro está em circulação, as empresas acreditam que podem exigir preços mais altos para seus produtos e serviços. Isso coloca eleva os preços médios e reduz o poder de compra de qualquer valor fixo ou dinheiro. A teoria monetária afirma que a oferta de dinheiro afeta também outros indicadores econômicos, como a produção e o emprego.

Existem várias maneiras de transformar a teoria monetária na política. O mais simples é puramente criar dinheiro, literalmente imprimindo-o ou por meio de afrouxamento quantitativo, que envolve aumentar artificialmente o balanço do Banco Central e usá-lo para comprar ativos de bancos comerciais, assim, aumentando o capital disponível para empréstimo. Ambos os métodos podem gerar inflação como conseqüência negativa.

A teoria monetária influencia a produção e o emprego.

                                                          A teoria monetária influencia a produção e o emprego.

A aplicação mais comum da teoria monetária é o controle das taxas de juro. O Banco Central pode elevar ou diminuir as taxas que os bancos devem pagar a fim de tomar dinheiro emprestado, o que geralmente afeta diretamente as taxas que eles cobram para empréstimos ao público e às empresas.

A ideia é que as taxas mais baixas significam que as pessoas têm mais dinheiro sobrando e que elas podem gastar em bens e serviços, majorando o desempenho da economia. As taxas de juros também podem ser aumentadas em uma tentativa de reduzir a oferta de dinheiro e combater as pressões inflacionistas.
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Perto do final do século 20 e no século 21, a teoria monetária tornou-se mais amplamente questionada. Uma razão para isso era que a ligação anteriormente estreita entre oferta de moeda e a inflação parecia ser menos consistente.

Outra era a de que no Brasil, assim como em outras regiões do mundo, a política monetária foi muitas vezes considerada como tendo falhado no ato de estimular a economia no início do século 21. Os economistas ainda estão debatendo se essas tendências foram causadas por eventos específicos não usuais, ou se a teoria monetária subjacente é falha.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia