Relatórios mostram visõe divergentes do crescimento da ChinaO governo da China informou que a produção industrial do país expandiu em março, enquanto um relatório privado apontou que as fábricas lutam contra a demanda fraca por seus produtos.

O Escritório Nacional de Estatísticas disse, no domingo, que seu índice oficial de compra de sentimento dos gestores subiu para 53,1 em março em relação a 51 em fevereiro. Qualquer leitura acima de 50 indica expansão no setor.

O relatório de março marcou o quarto mês consecutivo de aumento e maior leitura do índice em um ano. Ao mesmo tempo, a empresa bancária HSBC divulgou um relatório que mostrou que as saídas das empresas de manufatura caíram em março pela quarta vez em cinco meses.

"Pouso forçado" da indústria da China pode ter consequências em todo o mundo

"Pouso forçado" da indústria da China pode ter consequências em todo o mundo

"A produção industrial foi reduzida, em grande parte, em resposta à demanda sem brilho dos mercados interno e externo", mostra o relatório do HSBC.

Os relatórios contrastantes seguem um padrão, já que os dois índices têm divergido nos últimos meses. Investidores e analistas se preocupam com a possível desaceleração rápida do crescimento extraordinário da China. O premiê chinês Wen Jiabao surpreendeu os investidores recentemente, quando disse que o crescimento do produto interno bruto da China previsto para 2012 é de 7,5%, ante uma previsão anterior de 8%.

-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------


Um "pouso forçado" da China também pode repercutir em todo o mundo. Problemas na Europa, o maior mercado consumidor de bens da China, intensificaram os temores sobre uma desaceleração no Oriente.

Claro, o crescimento da China excede, e em muito, o que muitos países desenvolvidos estão vivenciando. O PIB da China cresceu 9,2% no ano passado, enquanto a economia dos EUA cresceu apenas 1,7%.

Autor(es):

facebook      twitter      google+

Comércio Internacional
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Comércio Internacional