Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Como funciona a tarifa comercial

Um dos desafios em relação às tributações das importações é garantir a uniformidade internacional na avaliação das tarifas.

Mais notícias relacionadas a comércio internacional:

Taiwan: mercado promissor de produtos siderúrgicos
Cenário dos laminados planos é dominado pela China Steel Corporation (CSC), única empresa com usinas ...


O que são exportações invisíveis
Também conhecidas como exportações intangíveis, incluem pagamentos, licenciamento e repatriação de lucros entre empresas.


Camex anuncia redução de imposto de importação até 2014
Máquinas e bens de informática não produzidos no Brasil


Como funciona a tarifa comercialUm aspecto significativo da política externa internacional é a cobrança ou levantamento de tarifas comerciais. Uma tarifa comercial é um imposto, ou taxa, que é colocado sobre mercadorias que atravessam fronteiras políticas. As tarifas de importação são as mais comuns, e envolvem um imposto que está sendo avaliado sobre os produtos vindos de outra localidade. Tarifas de exportação, que são menos comuns, são direitos sobre os bens sendo enviados para fora do país.

Originalmente, o objetivo principal de uma tarifa era criar uma fonte de receita nacional. Europeus e asiáticos cruzaram muitas rotas e fronteiras, e à aplicação de uma tarifa sobre os comerciantes parecia uma forma eficaz e relativamente fácil de gerar uma fonte de renda. Conforme a fabricação de produtos aumentou em razão da Revolução Industrial, no entanto, a razão para a cobrança de tarifas foi alterada.

A maioria das tarifas agora é baseada no protecionismo, uma política econômica que visa proteger a economia de uma nação, restringindo o comércio com outros países. Isso ocorre com frequência quando o país importador é capaz de produzir um produto a um custo menor, possivelmente devido a uma escala menor dos salários.

Uma tarifa pode também ser cobrada por uma nação contra outra em resposta às restrições decretadas contra ela. Se essas tarifas forem retaliatórias, a situação é nomeada como uma guerra tarifária, ou guerra comercial. Taxas comerciais também têm sido utilizadas para tentar corrigir um comércio desequilíbrio entre os dois países. Um comércio deficitário existe quando as importações excedem as exportações. Um superávit comercial existe quando as exportações superam as importações.

Tarifas de importação e exportação são as mais comuns.

                                                   Tarifas de importação e exportação são as mais comuns.

Um dos desafios em relação às tributações das importações é garantir a uniformidade internacional na avaliação das tarifas. Em 1947, um grupo de estudo foi reunido para buscar uma solução para este problema, e este comissão acabou por se tornar a Organização Mundial das Alfândegas. O grupo se expandiu dos originais 13 países europeus e hoje chega a mais de 170 países membros. A OMA criou as normas tarifárias de comércio e estabeleceu um código de identificação de bens. Este grupo tem aduaneiros simplificados em todo o mundo, e agora processa 98% do comércio do mundo.

Um tipo de tarifa, o ad valorem, cobra um percentual do valor conjunto das mercadorias. Este método pode causar alguns problemas, no entanto, uma vez que os valores podem oscilar com frequência. A tarifa específica cobra uma quantia definida monetária com base no tipo de produto a ser enviado.

Como o comércio internacional tornou-se mais prevalente, o número e o valor das tarifas têm diminuído. Blocos comerciais, uniões aduaneiras e zonas de livre comércio tornaram-se muito mais comuns. Um bloco é um grupo de nações que se comprometem a reduzir ou eliminar tarifas entre os países membros, e cobram uma taxa uniforme para nações que estão fora do bloco.

Uniões aduaneiras são formadas por países que estabelecem tarifas externas comuns e concordam com uma fórmula para compartilhar as tarifas cobradas. A zona de livre comércio é uma região geográfica que se compromete a eliminar as tarifas e restrições entre os países membros.
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Há um grande debate sobre as vantagens e desvantagens de abolir todas as tarifas e adotar em todo o mundo livre comércio. Enquanto tal medida poderia beneficiar alguns países, outras nações pequenas ou em desenvolvimento poderiam ser devastadas economicamente. A maioria dos países parece preferir reservar o direito de controlar as importações, enquanto se envolvem em pequenos blocos comerciais de forma cooperativa.


Editora

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a comércio internacional:

Importação de produtos químicos da Índia

A indústria química indiana está em franca expansão. O setor proporciona hoje um grande volume de negócios dentro e fora do país. Produtos químicos ...
Pesquisa mostra recuperação da indústria chinesa

A produção industrial na China melhorou neste mês de outubro, dando sinais de que uma recuperação pode estar tomando forma depois de uma queda acentuada da segunda ...
Definição de certificado de origem

O certificado de origem é um documento importante no comércio internacional que atesta que os bens em um embarque de exportação específico são inteiramente obtidos, produzidos, fabricados ...
Diferença entre marca de serviço e marca registrada

Se você fabrica um produto ou oferece um serviço, provavelmente quer que sua empresa tenha uma identidade única para permitir que seus clientes saibam a origem do produto ou ...
Modelos de comércio internacional

Modelos de comércio internacional têm sua origem na teoria da vantagem absoluta apresentada por Adam Smith, que demonstrou que era benéfico para um país se especializar ...
Déficit em químicos alcança US$ 12,0 bi no primeiro semestre

As importações brasileiras de produtos químicos totalizaram mais de US$ 19,4 bilhões no primeiro semestre de 2012, enquanto as exportações somaram US$ 7,4 bilh ...
China pretende criar zona de conversão da moeda

A China planeja criar uma zona especial para experimentar com a convertibilidade da moeda em Shenzhen (foto), cidade em que introduziu as principais reformas econômicas há três d ...

Comércio Internacional
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Comércio Internacional


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google