envenenamento por radiaçãoO envenenamento por radiação pode ser classificada como Síndrome de Radiação Aguda (SRA). A condição é causada pela exposição excessiva à radiação ionizada, o que pode afetar de forma permanente as células no corpo. A maioria das pessoas não está exposta a níveis suficientes de radiação na vida cotidiana para que isto provoque um SRA, mas aqueles que trabalham em áreas industriais com materiais radioativos ou que estão sujeitos a uma única dose alta de radiação têm um nível de risco maior de contrair este tipo de envenenamento.

Cientistas que conduziam experimentos iniciais com materiais radioativos no final do século 19 descobriram o envenenamento por radiação. Nikolai Tesla, um famoso inventor e cientista, descreveu as queimaduras que recebeu depois de expor suas mãos à tecnologia de raios-X. A famosa cientista Marie Curie dedicou sua vida à compreensão da radiação e seus usos, e morreu de câncer causado pela exposição constante à radiação.

Embora os perigos de se trabalhar com materiais radioativos tenham sido comprovados na década de 1940, o mundo não foi exposto às reais possibilidades destrutivas da SRA, até o bombardeio nuclear de Hiroshima e Nagasaki em 1945. Alguns especialistas sugerem que a radiação de intoxicação é responsável por quase 20% de todas as pessoas mortas na sequência dos atentados. Estudos seguintes nas décadas mostraram um salto nas incidências de câncer e outras doenças associadas atribuídas à exposição à radiação.

Testes para avaliar o grau de exposição à radiação.

                                                        Testes para avaliar o grau de exposição à radiação.

Os sintomas típicos da exposição à radiação começam com náuseas e vômitos. Se uma pessoa é exposta a uma dose única elevada de radiação, estes sintomas podem começar dentro de horas. Febre e fadiga tipicamente aparecem, seguidas de possível perda de cabelo, diarréia ou sangue nas fezes e na urina, tontura e uma queda na pressão arterial. Em casos de exposição severa, a morte ocorre em cerca de metade de todos os casos.

Pessoas expostas a baixas doses de radiação durante um longo período de tempo, tais como os trabalhadores bioquímicos, podem ser mais susceptíveis de desenvolver outras doenças crônicas causadas pela radiação. Muitas vezes, aqueles que sofrem exposição crônica terão um risco significativamente maior de cânceres e tumores. A radiação gera danos nas células, tecidos e órgãos, bem como no sistema imunitário. Por isso, o uso de equipamentos é um assunto tão discutido dentro das plantas industriais, tornando-se obrigatório o emprego de EPI´s para garantir a segurança dos trabalhadores.
-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

Infelizmente, os tratamentos que podem curar a doença da radiação ainda não existem. Embora algumas drogas estejam atualmente em testes para combater os efeitos, o tratamento atual é simplesmente aliviar a dor das vítimas e tentar prevenir a infecção ou problemas adicionais. É possível recuperar-se da doença da radiação, mas a probabilidade de sobrevivência depende do nível de exposição e da saúde pessoal.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Segurança do Trabalho
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Segurança do Trabalho